quinta-feira, 28 de junho de 2007

Lugar Comum

[Postado por Udi]

(prá todos e, em especial, pro Ernesto e prá Lu... creio que eles se lembrarão porque)

Tantos - levados pelo fascínio e encantamento que só ele - já produziram uma imagem assim, tão lugar-comum, não é?

Essa daí foi feita há menos de uma semana.

Numa daquelas crises brabas em que, dentre muitas causas, há o fato de estar trabalhando como freela, decidi que o melhor a fazer seria desfrutar do lado bom dessa situação: fugi pro mar (paisagem presente durante a minha infância) e capturei-o (ou tive a ilusão de) no dia em que começou o inverno no hemisfério sul.

Será que assim, com uma explicaçãozinha, sai um pouco do lugar-comum?

Comum ou não, eu recomendo que tente com a música... ela é a razão de ser da foto e – prá mim – ela também tem tudo a ver com a razão de ser deste Café... nosso lugar comum.

Ps: na impossibilidade de postar o arquivo com a canção (a Tina ainda não liberou essa operação), coloco a letra e sugiro que cantem... “quem canta seus males espanta”.

em tempo:

http://letras.ufpel.edu.br/bmt/lugar_comum.mp3


Lugar Comum

João Donato (música) E Gilberto Gil (letra)

Beira do mar, lugar comum

Começo do caminhar

Pra beira de outro lugar

Beira do mar, todo mar é um

Começo do caminhar

Pra dentro do fundo azul

A água bateu, o vento soprou

O fogo do sol,

O sal do senhor

Tudo isso vem, tudo isso vai

De onde tudo sai

Beira do mar...

17 comentários:

Ti disse...

Udi,

O mar para mim também é mágico!! Sempre que preciso fujo para seus braços e quando retorno, sinto-me plena...

O mais interessante é que as coisas continuam iguais, os problemas e as alegrias, mas o meu interior sai do "lugar-comum" e enxerga uma nova realidade!!

Viva a "descomplicação"!!

Beijos

Anne M. Moor disse...

Concordo com a Ti! Domingo estive na beiro do mar olhando pro fundo azul e respirando funnnnnnnnnnnnndo aquele cheirinho característico e voltei mais leve...
E Udi, essa música é muito linda...

Anne M. Moor disse...

Queres postar a música:
1. marca o título
2. entra na 'corrente' = link e escreve o seguinte endereço:
http://letras.ufpel.edu.br/bmt/lugar_comun.mp3

Lú. disse...

UDI
Vc é um amor.
Acho que que a gente se conhecer pessoalmente, nosso santo vai dar certinho(rss).
Lú.

Ti disse...

Lú,

Não seria o santo o mais virtual de todos?

Acho que está aprovadíssimo este encontro aqui na bloguesfera!!

Flavio Ferrari disse...

Eu e o mar somos íntimos.
Meu coração bate no ritmo das ondas.
Meu sangue acompanha o fluxo das marés.
A alma, oceânica, sinto fluída, densa e profunda, cheia de vida.
E um sol feliz brilha sobre tudo isso.
Para não falar das conchinhas ...

Flavio Ferrari disse...

Soou meio prepotente isso, mas fazer o que ?

Marcia disse...

Às vezes fico pensando no mar....
no vai e vem das ondas...
pisar na areia...caminhar sobre ela...lentamente....sem pressa....ali o tempo não existe...só um vasto espaço e sentimentos, pensamentos, até o nada...apenas o simples fato de estar ali...com você....
Brincar na água feito criança...olhar pro sol e dizer:oi...como você é lindo, como seu abraço é quente e forte...
Olhar pros peixinhos correndo de volta pras ondas....não me esqueçam aqui tão só...
Acredito que estas coisas simples fazem a imensidão "entrar" em você e deixar você voltar pra casa com um espaço novo, maior, para novos planos, novas conquistas e a esperança de sempre voltar prá lá...e ficar sozinho com você mesmo...

Udi Tarora disse...

Estou flutuando nesse mar que cada um de vocês construiu prá me acolher.
Ti... sem palavras, você é mesmo uma fada, leu o texto e, com sua varinha de condão, deu a ele mais um significado. Obrigada pela ajuda na descomplicação.
Anne: isso mesmo! Estou leve.
Lu: o santo já deu certo... só falta a gente se ver.
Flavio: prepotente?! Se isso é soar prepotente, por favor, soe sempre nesse tom. A maré... o fluxo da maré... tanto ainda a aprender!
Marcia: que lindo isso! Obrigada. Você devia postar esse texto.

Ti, Lu e Marcia: ler e comentar é muito bom... mas vocês não fazem idéia de como é bom postar! Venham logo!

Anônimo disse...

Udi, vc pode não acreditar mas faz 03 anos que não vejo o mar...a última vez q o vi foi logo em seguida à morte da minha mãe...ele me acarinhou muito para que eu conseguisse superar isso!!!E desde então nunca mais fui visitá-lo...mas n to aguentando de tanta saudadeee...será que é por isso q ando assim???Beijo!!!!
Estrelinha

Anne M. Moor disse...

OOOOOOOOOOOOOOPS não está funcionando o link... O que será que houve? Mais tarde olho...

Anne M. Moor disse...

Udi... já sei o que fizeste!!! comum é com 'm' no final e não 'n'... :-) Troca...

Udi Tarora disse...

Estrelinhazinha, evitei comentar em seu post sobre querer uma mãe numa tentativa de conter esse meu lado que é praticamente todos os meus lados: mãe. Mas você deve ter "farejado" um colo por aqui, né? Então, aconchegue-se e receba meu carinho.

Anne, valeu amiga: o link tá arrumado.

Anne M. Moor disse...

Udi,
Arrumei o link pra aceitar o que botaste!!!!!!! rsrsrsrsrs Agora tá funcionando...

Anônimo disse...

eu já ouvi...a musica é linda!

Amanda Arthur disse...

Udi, querida!
Mais um cantinho onde te encontrar... Na net e próxima ao mar!
Fiquei com saudades do cheirinho que a Anne tão bem descreveu. E a música e pura maresia.
Beijos e orbigada pelo presente,
Amandita

Angela Carolina disse...

Sorte de quem tem o mar pra aproveitar sua beleza... E essa música do João Donato! Um arraso, linda demais! Adorei o blog e cheguei aqui por indicação da Érica, adorei mesmo! Um beijo!