domingo, 30 de setembro de 2007

Cyber MACUMBA

[Postado por Reinaldo Ortega]

As praticas religiosas, com algum retardo, tem acompanhado a contemporaneidade das necessidades da vida moderna. Isso se vê em várias igrejas, como na católica que adaptou em latim termos da computação ou ainda mais recentemente com a canonização de Frei Galvão e suas pílulas milagrosas, ainda não disponíveis nas grandes drogarias. A igreja evangélica por sua vez ganhou a mídia eletrônica levando “a palavra” pelo rádio e TV aos seus fiéis a todos os cantos. Porém, as seitas de origem africana continuam com seus tradicionais rituais e entidades que pouco ou nada têm que ver com o dinamismo da atual civilização hi-tech. Imaginem a dificuldade de um caboclo, um preto velho ou ainda um cacique em entender os efeitos do stress que sofre um individuo dada as pressões em um ambiente corporativo de alta competitividade ou o desespero de ter seus arquivos destruídos por um vírus que ludibriou o antivírus. Mas isso está prestes a mudar com a inovação da cybermacumba.
Outro dia estava indo para o trabalho, quando ao passar pelo cemitério Dom Bosco vi na encruzilhada uma macumba daquelas caprichadas e, nesse momento, ouvi uma voz que me disse assim: “- você tem uma nova mensagem de voz do além, para ouvir pense em 1, para armazená-la pense em 2, para apagá-la pense em 3.” Não entendendo exatamente o que era aquilo pensei: “humm???” e o sistema interpretando aquilo como 1, me passou a mensagem do Caboclo 7 bits, pedindo para eu propagandear essa nova entidade que resolveria aquelas aflições moderna.
Segundo a mensagem, o Caboclo 7 bits seria o nome de guerra do jovem hacker africano, Ioio Pari Par, que no início da década de 90 morreu de inanição esperando fazer um download por um modem discado e agora voltara como santo para ajudar os desafortunados homens modernos.
Para requisitar os serviços desta entidade, basta procurar uma encruzilhada onde se inter seccione linhas de fibra ótica, isso após as 10horas da noite, quando as tarifas são reduzidas, e oferecer comida e bebida para o santo, no caso, coca-cola e doritos. O santo também aprecia se você sacrificar um animal, no caso, um mouse daqueles antigos de bolinha, que suja, falha, e deixa qualquer santo morrendo de raiva dele.
Feito o despacho, você necessitará de um note book com conexão wireless e uma placa mãe Pentium III ou superior, há, tem que ser uma placa mãe-de-santo.
Conectado a internet é só entrar no site
WWW.cybermacumba.com, clicar em Caboclo 7 bites, em seguida no botão download. Isso fará com que o santo baixe. Você saberá que isso ocorreu quando tocarem atabaques eletrônicos de um arquivo MID. Ai, basta aceitar os termos de adesão, executar o programa cybermacumba.exe, cadastrar uma senha e digitar seu pedido para o santo em um arquivo txt. A resposta ao seu pedido virá em seu e-mail dentro do prazo de uma semana, é só aguardar.
E podem acreditar, esse santo é tiro e queda, eu mesmo pedi para ele me livrar dos anti-psicóticos, e olha eu aqui, bonzinho e sem tomar o remédio há uma semana.

Poema Polêmico *

[Postado por Udi]

"Quanto mais livre fico, mais alto eu vou
Quanto mais alto eu vou, mais consigo ver
Quanto mais vejo, menos sei
Quanto menos sei, mais estou livre"

* autor desconhecido, o título eu "inventei"

sábado, 29 de setembro de 2007

ANTÍTESE (prá Stephany e Jorge).

[Postado por Lú]



A varanda do "Sombras..." :

Lugar repleto de luz...

"Fragmentos" de sol pulverizando a varanda do nossso olhar ...

Simplicidade

[Postado por Flavio Ferrari]

As vezes eu queria ser mais simples
Implicar menos com os tomates
Gostar de gente sem graça
Carregar um talão de cheques inteiro
Deitar e dormir cedo
Ir na igreja aos domingos
Aceitar as coisas como dizem que são
Ainda bem que é só de vez em quando...

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

what everybody is looking for?

[Postado por Érica Martinez]

é... o que seriam das canções românticas se não fosse a eterna procura... hehe...

Going to California - Led Zeppelin

Spent my days with a woman unkind,
Smoked my stuff and drank all my wine.
Made up my mind to make a new start,

Going to california with an aching in my heart.
Someone told me theres a girl out there
With love in her eyes and flowers in her hair.


Took my chances on a big jet plane,
Never let them tell you that theyre all the same.
The sea was red and the sky was grey,
Wondered how tomorrow could ever follow today.

The mountains and the canyons started to tremble and shake
As the children of the sun began to awake.

Seems that the wrath of the gods
Got a punch on the nose and it started to flow;
I think I might be sinking.


Throw me a line if I reach it in time
Ill meet you up there where the path
Runs straight and high.


To find a queen without a king;
They say she plays guitar and cries and sings.
La la la la

Ride a white mare in the footsteps of dawn
Tryin to find a woman whos never, never, never been born.

Standing on a hill in my mountain of dreams,
Telling myself its not as hard, hard, hard as it seems.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Muito prazer, Chapeuzinho Vermelho!

[Postado por Érica Martinez]

êeeeeee laiá...
recebi esse "poeminha" hoje, já tinha lido,
talvez vcs tb já tenham, mas é bem divertidinho...

Que mulher nunca teve
Um sutiã meio furado,
Um primo meio tarado,
Ou um amigo meio viado?

Que mulher nunca tomou
Um fora de querer sumir,
Um porre de cair
Ou um lexotan para dormir?

Que mulher nunca sonhou
Com a sogra morta,estendida,
Em ser muito feliz na vida
Ou com uma lipo na barriga?

Que mulher nunca pensou
Em dar fim numa panela,
Jogar os filhos pela janela
Ou que a culpa era toda dela?

Que mulher nunca penou
Para ter a perna depilada,
Para aturar uma empregada
Ou para trabalhar menstruada?

Que mulher nunca comeu
Uma caixa de Bis,por ansiedade,
Uma alface,no almoço,por vaidade
Ou,um canalha por saudade?

Que mulher nunca apertou
O pé no sapato para caber,
a barriga para emagrecer
Ou um ursinho para
não enlouquecer?

Que mulher nunca jurou
Que não estava ao telefone,
Que não pensa em silicone
Ou que "dele" não lembra nem o nome?

Só as mulheres para entenderem o significado deste poema!
"Príncipe encantado que nada...
Bom mesmo é lobo-mau!!
Que te ouve melhor...
Que te vê melhor...
E ainda te come!!!"

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Programa de índio

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

Festinha na escola das crianças é um saco, certo?
Não se a escola for a da Bia. Sempre me surpreendo.
E hoje, numa cerimônia de celebração do equinócio de primavera, conduzida -- pasmem -- por um índio lá dos Andes, o homem disse, e eu vou lembrar para sempre:

Não herdamos a Terra de nossos pais. Nós a tomamos de empréstimo aos nossos filhos.

O boliviano disse mais e melhor do que todos os ecopentelhos ilustrados que povoam todas as universidades.

Sem Perguntas

[Postado por Flavio Ferrari]

(me deu vontade de postar essa letra de música que escreví no ano passado ...)

Lembro agora
Olho em volta
Sinto a força, sinto a ausência
Sete lágrimas chorei

Lembro agora
Olho em volta
As mentiras derradeiras
Foram tudo que encontrei

Sem perguntas, sem respostas
Como um tolo em desespero
Deixo atrás os meus desejos
Pelo que jamais serei
Num instante de esperança
Só, talvez, mais uma vez
Tendo a frente a ignorância
Meu destino encontrarei

E os demônios dos teus sonhos
Sem um nome enfrentarás
E nas chamas da insídia
Tu te purificarás
Tua alma agora livre
Vaga incerta e vigorosa
Lembre agora, olhe em volta
Teu destino encontrarás

Lembro agora
Olho em volta
Sem perguntas, sem respostas
Finalmente me encontrei

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

É assim...

[Postado por Anne M. Moor]



Dois adolescentes ajuizados
sérios, inquietos.
A alegria do diálogo, sentimento, afecto, partilha
no sorriso e na palavra,
A tolerância e o entendimento...
A carícia sorridente de uma palavra viva...
A vida transbordante de um carinho doado...
A alegria imanada no sentimento oferecido.
O beijo, a mão, o afago, o amor partilhado
quando as vogais e consoantes tocam o coração...
É assim.

© 2005 - Manuel Mendes

Surprise!

[Postado por Carol Dias]

Dad,
Did you know you used to be my hero?
All the days you spent with me.
Love, Carol.

domingo, 23 de setembro de 2007

Diferenças regionais

[Postado por Amélia]

Estive estes dias na Argentina...

Lembro que certo momento no passado, um Argentino me disse que a grande diferença entre nós, brasileiros, e eles, argentinos, era que eles viviam ao ritmo do tango.... melancólico e sentimental e nós ao ritmo do samba... alegre e otimista.

Voltando de lá, chego à conclusão de que eles continuam ao ritmo do tango, porém agora como protagonistas e nós, estamos mais para o ritmo sertanejo.... Ou sofremos porque nos encontramos impotentes diante de uma situação, ou porque nos sentimos traídos por nossas próprias crenças...

Que tal um sambinha?

...

[Postado por Angela]


acordei bemol
tudo estava sustenido
sol fazia
só não fazia sentido
Paulo Leminski


Happy a trois

[Postado por Flavio Ferrari]

Quantas pessoas são necessárias para fazer um happy hour ?
Se forem da blogaldeia, 3 já são suficientes...
Walmir, Ti e eu representamos nossa classe num delicioso encontro na casa da Ti (os demais convidados foram dropando ao longo da tarde por causas diversas).
O papo filosófico-intimista rolou até altas horas.
Tks, Ti, pela acolhida carinhosa de sempre.
Mas sobrou comida e cerveja para repetir ...

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

A vida e os equinócios

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

Vida

Estamos cruzando o equinócio de primavera aqui no hemisfério sul. O de outono para os do norte.
Os japoneses -- sábios japoneses -- tem um ditado: O calor e o frio terminam nos equinócios. E comemoram o Shubun no hi do modo mais forte que uma transição pode assumir. Cultuam seus mortos, levam-lhes flores e comida.
Os equinócios levam o calor das sensações mais fortes e também o frio que ás vezes nos assola. Equinócios trazem -- e lembram-nos -- que a temperança é parte da vida, e propicia o seu desabrochar.
Que este nos traga paz, e transforme também, suavemente, a dor em saudade.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Trágico acidente

[Postado por Anne M. Moor]

Aos meus amigos que tanto me fazem bem, quero brevemente dizer que estou em profundo estado de choque e devastada pela morte da minha irmã que ocorreu no domingo. Morreu pega pelo incêncio devastador na fazenda deles. Estou em Brasilia para o enterro dela, tendando ficar em pé.

No comments ...

[Postado por Flavio Ferrari]

O pessoal está com preguiça de comentar nos últimos dias ...
Que pena.
Comentários são divertidos e motivadores.
Sem eles, a postagem perde o sentido de ser.

INQUIETUDE

[Postado por Lú]




Somos às vezes raíz e queremos ser asas,
E vice-versa.
Hein?
Pés no chão, cabeça nas estrelas?
Discurso bonito,
Fácil dizer
Difícil fazer....

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

Os nomes mais criativos do mundo!

[Postado por Érica Martinez]

Prato cheio pra turminha dos contos!

Estava eu ontem na casa da Camila quando ela me mostra um livrinho que ela e suas colegas de hospital estão fazendo com os nomes MAIS ESDRÚXULOS DO MUNDO...

PS: gente, para que as envolvidas no livro não fossem contestadas, colaram as etiquetinhas emitidas na recepção do P.S. no mesmo... É tudo verdade!!!!

PPS: caso tenha algum nome desses na família de vocês, me perdoem e parabéns pela criatividade INFINITA!


Vamos às pérolas:



Cartegiana
Aglijane Janaína
Renúzia
Roselicia
Phabula (PHAbula!!!!)
Preto Velho da Silva (ai, Deus!)
Noiva Teixeira da Silva (N-O-I-V-A?????)
Pedrinéia
Raleteculette
Gélia
Telquia
LAION
Cherese
Kimbily
Fladoaldo
Neuverandra
Alectania
Divilla e Devilli (gêmeas recém-nascidas)
Santa Guerra Carvalho
Guilhernúbia
Anairam (MARIANA ao contrário!!!!!)
Zezineuzo
Mijaci
Pornozena
Loildes
Eduviges
Isolete (que é a marca das encubadeiras usadas no C.O.)
e para terminar...
LEIDIDAIANA



Herege

[Postado por Flavio Ferrari]

OK ... cometi uma heresia imperdoável ... apendei (outra heresia, desta vez verbal) um poema do Jorge Lemos ...
Ele não merece tamanha impertinência, mas foi irresistível.
Trata-se da discutida questão da rima para palavra açucar, lá no Assertiva do Ernesto.
As primeiras linhas são do Jorge. A esculhambação é minha ...

Rima doce,
doce rima
que me anima
a buscar a prima
da palavra principal.
--------
para o bem
e para o mal
fica o açucar
solitário
no armário
do verbal

sábado, 15 de setembro de 2007

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

"Refri da facul.."

[Postado por Carol Dias]

Eu até uso essas frases, mas achei interessante postar pra ver as diversas opiniões heheh adoro debates...

"Implico com palavras, e acho que não é à toa. Já disse aqui que ninguém chama São Paulo Bacana de Sampa. Ou que ninguém bacana em São Paulo se refere à sua cidade assim. Mas será que estou certo? Os jovens, às vezes, vêm me contrariar: quando reduzem a capital a este apelido em que (eu acho) só Caetano vê graça - tenho certeza de que isso é coisa de quem vem de fora, para ficar assim... íntimo, sabe? -, ou adotam as primeiras sílabas para se chamarem uns aos outros. O que não acho tão bacana, mas acontece demais. Desta forma viram Má, Rô e Rê com a maior facilidade. E os pais, que se esforçaram na escolha de nomes bonitos como Maria tão somente ou alguma coisa, ou ainda Roberta e Renata, acabam adotando também estes substitutos dos antigos diminutivos para os nomes próprios de seus filhos - e até deles mesmos. Antigamente, quem era Carmen virava Carminha. E Helena era Heleninha na certa. Seria possível chamá-las de Cá e Hê? Cá até vai, mas Hê?!? Implico com as palavras sim, e acho que nem sempre é à toa. E não só com as adulterações dos nomes, e seus conseqüentes apelidos. Por exemplo: o que antes era super, ultra e hiper - assim como em superinteressante, ultrarápido e hipermercado, todos já consagrados - agora ganha concorrência quase desleal. Outro dia ganhei um mega-abraço. Ainda que ao vivo, foi de longe, só dito, não dado ou recebido. Vale? E acabo de ouvir de uma menina, na mesa de bar ao lado da minha, em que conversava com a amiga, o que considerei uma novidade. Ela dizia o quanto o pai do namorado ficava master sem graça cada vez que dividia a sala de TV com os dois... Master sem graça? Tá todo o mundo usando e só eu não tinha sido avisado? Olha, o maior legal, ou o maior qualquer coisa já fazem parte do meu dicionário - afinal, sou do tempo do maior barato. Mas tem outras, vamos dizer assim... abreviaturas, com as quais definitivamente implico. Por exemplo: como em geral os jovens é que freqüentam a faculdade, deles vem a tal da intimidade total com a facul. E ainda que não sejam os maiores fãs de refrigerantes, é deles que ouço o irritante codinome refri. Será melhor do que se referir ao celular como celu? É: implicâncias à parte, entendo que a língua deve evoluir. Mas não involuir. Porque estas modernidades pequeninas podem incomodar - e muito. Pelo menos a quem já passou dos 40 - como eu!
P.S.: Ah, e esqueci de comentar a breja...
Sérgio Zobaran para o portal CHIC.

Solidariedade ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Ao ver aquela pobre, maltrapilha e solitária criatura, em suas roupas rasgadas, meu primeiro impulso foi tomá-la nos braços com carinho e levá-la para casa ...

mais sobre o tempo...

[Postado por Érica Martinez]

O tempo virou um bem precioso, mas geralmente, não enxergamos quem tem muito tempo sobrando como ricos, mas como “vagais”...
Vai entender...

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

ô turminha booooua!

[Postado por Érica Martinez]

Eis aí, pessoal, "las primeras fuetos de la festita!" rsrsr...
MIAAAAAAAAU...

eba!

[Postado por Érica Martinez]

Não é à toa que lá no meu profile do Shee eu disse que sou festeira por prazer...
Eu simplesmente AMO essas coisas!
Reunir um monte de amigos, falar aqui e ali sobre 1000 assuntos e tudo o mais...

AMO MUITO!

A festa ontem foi ótima!
Sinto pelos que não puderam estar lá fisicamente - fizeram falta com certeza! - e agradeço MEGA aos que estiveram!
Já já teremos fotos!!!

Ano que vem tem mais! yey!

(ou, como alguém - orameudeusdocéu - me disse em algum momento: vou começar a inventar datas comemorativas pra reunir toda essa galera mais vezes!)
:-D

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

ÚLTIMO.

[Postado por Lú]





Morenaço....

André.



The end.

y por la tarde...

[Postado por Flavio Ferrari]

La plága China
El encuentro
No termina...

HOJE TEM MAIS!!!

[Postado por Érica Martinez]

hahahahahhaaha... errrrrrrr... nooooooooooot!
Pessoaaal! hoje tem a parte III
das comemorações da semana da pátria...
OPS! Do meu aniversário!
Espero vcs lá!
Já vi manifestações da Ti, Anne e Udi!
Já providenciei o telão pro Flávio falar diretamente de Miami,
via amoras tecnológicas!
E também já MEGA mandei o avião do Lula buscar a Lú e a Ângela!
Espero TODOS vcs mais tarde!
Bjão!

terça-feira, 11 de setembro de 2007

EXIBICIONISMO...2

[Postado por Lú]





E essa gata é gata?




JUSTIFICATIVA:

Apresentando a família,

vocês estaõ ficando"chegados" demais.


Beijos...

Desinformação Global

[Postado por Reinaldo Ortega]

Hoje pela manhã me surpreendi duas vezes em seguida. Ao assistir um trecho do programa Mais Você, fiquei sabendo do eclipse solar que estava rolando e televisionado pela Ana Maria Braga, me surpreendi pela primeira vez com a minha desinformação a respeito da ocorrência de tal fenômeno e, como não tinha nenhuma radiografia ou mascará de soldador, fiquei assistindo pela TV. Nesse momento veio minha segunda surpresa, a tal apresentadora tentando explicar o fenômeno disse no ar que: “...o eclipse solar era provocado pela sombra da terra...”.
Não obstante estar em qualquer livro do ensino fundamental a explicação do eclipse solar ser causada pela lua entre o sol e o observador na terra, ela e a produção, insistiu no erro reafirmando a ilógica versão.
O leitor, nessa altura do texto, pode ponderar que a apresentadora não é astrônoma e, por isso não seria obrigada a saber. Sim concordo, porém é uma formadora de opinião falando para milhares ou milhões de pessoas, que em virtude da credibilidade desta e da emissora, podem passar a achar que os livros estão errados.
De tudo isso pode se tirar uma “lição” muito importante: Não devemos acreditar em tudo que nos é apresentado, pois podem nos induzir ao erro. Prefira os livros!

EXIBICIONISMO....1

[Postado por Lú]



Esse cara é gato meninas?

Gente linda (e posts também) no limbo

[Postado por Tina]

Vocês já repararam que tem uma seçãozinha aqui do lado com as postagens por autor? E também que tem gente que escreve, escreve e nunca aparece lá na listinha? Como a Carolzita e o Orteguita?
Ou então quando você clica no seu nominho não aparecem todas as postagens que você escreveu?
Não tem mistério nenhum gente. É que vocês estão esquecendo de preencher os marcadores das postagens com seus nomezinhos.
Para saber como se faz, leia Usando Marcadores.
O da Carol e do Ortega eu já inclui em apenas uma postagem, para atualizar o banco de colaboradores. Agora vocês precisam fazer o mesmo no restante de suas postagens.
Beijão!

Inveja

[Postado por Ernesto Dias Jr.]



Pronto. Tambem fiz um post com BlackBerry.

Para uma pessoinha muito especial

[Postado por Flavio Ferrari]

Deixa que digam
Que pensem
Que falem
Deixa isso pralá
Vem pra cá
O que que tem
Eu não estou fazendo nada
Você tambem
Faz mal bater um papo
Assim gostoso com alguem ?
Vai,vai,por mim
Balanço de amor,é assim
Mãozinhas com mãozinhas pra lá
Beijinhos com beijinhos pra cá
Vem balançar
Amor é balanceiro meu bem
Só vai no meu balanço que tem
Carinho pra dar

(sonhe com os anjos)

segunda-feira, 10 de setembro de 2007

modernidades

[Postado por Flavio Ferrari]

Não é nada confortável, mas dá para postar com o BlackBerry.

Amigos

[Postado por Érica Martinez]

por Vinícius de Moraes

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.

A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.

E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!

Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências...
A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem.

Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida.

Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar.

Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos.

Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure.

E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida.

Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo!

Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo.

Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles.

Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer...

Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos!

"A gente não faz amigos, reconhece-os."

(gente, não sei se é dele mesmo o texto, e não sei se ainda está incompleto, mas é lindo demais!)

domingo, 9 de setembro de 2007

Virgens

[Postado por Udi]


Feliz Aniversário às duas musas-fadas-anjas e bloguelígenas maravilhosas!

Ti e Érica: muitas luzes e grandes alegrias!

De novo nããão!!

[Postado por Carol Dias]



Tá bom já né? Chega de pequeno principe...
Tudo bem que a magia ainda não passou rs, e por isso estava procurando o livro pra comprar pela internet.
Até que achei esse . Aparentemente inofensivo até eu enxergar o preço hahahahah. Reparem no final o porquê de tantos números em um preço só... 2 metros de livro?? Nem Saint Exupery planejou tanto....


[EDIT] Hospedei a imagem aqui.
O link original é da Saraiva. PAI, não se preocupe, não vou pedir esse livro de presente hehehe

sábado, 8 de setembro de 2007

Ma , quanto ti amo !

[Postado por Lú]

Se você descende de italianos, convive com eles ou os conhece bem, sabe que a primeira língua deles não é o idioma italiano.É o idioma das mãos..Eles gesticulam , sacodem, esticam e abrem tanto os braços que o espaço de uma saleta 2x2 é totalmente insuficiente pra 3 italianos parlarem.

Ao conversar com um espécime desses, percebendo que ele está entusiasmado, acautele-se afastando-se uns dois passos, pois você corre o risco de levar uns safanões inavertidamente, sem saber porque está apanhando. Entrar em elevador conversando animadamente com um então, nem pensar. É um perigo!

Agora, se ele tem afeto por você, conforme-se, pois não adianta afastar-se, ele se aproxima cheio de amor pra dar.Você começa enxergando aquelas mãos enormes e amorosas chegando mais e mais perto. Aí, meu bem, danou-se...

Se você for homem, sua força física é maior então seu sofrimento será menor, até porque com este gênero as demostrações de amor e carinho são uns tapões nas costas, que ouve-se o barulho lá na esquina.Não revide, eu garanto à você: é afeto. Quanto mais forte o tapa, maior o amor.

Mas, se você for mulher como eu,pode comprar uma base de um tom mais escuro que sua pele, para tapar os vergões porque os tapas são no rosto. Com as duas mãos, uma de cada lado:

_"MA, CHE BELA!!!!", e PLAFT no seu rosto. Duas, tres, quatro vezes seguidas até entusiasmo arrefecer. Aí vem o abraço com aquela força de urso e os beijos...Nessa altura você já está anestesiada e não sente mais dor nenhuma. Afinal, se for de descendência italiana , seus genes já despertaram e você está demonstrando a saudade da mesma forma.

Só aí entao começam a falar o idioma pátrio de acordo com o país que estão: italiano com sotaque inglês, italiano com sotaque japonês, italiano com sotaque libanês , grego, francês ou qualquer outro.

Porquel, você sabe , os italianos tem enorme "dificuldade" em demonstrar seus sentimentos. Nos velórios da minha família , quando todos se encontravam , ninguém sabia se aquilo era festa ou o que...Ao mesmo tempo que sofriam muito e demonstravam o sentimento pelo que partira, festejavam o reencontro com os que estavam vivos.

Ser descendente de italiano é viver numa festa.De alegria, almoços enormes, vinho com pão, vinho com sopa, vinho com tudo. É ter aprendido com eles não ter vergonha de demonstrações públicas de afeto , não ter vergonha de chorar, muito menos de rir. É ter aprendido também o valor do trabalho e a determinaçao quase obsessiva de um povo que chegou aqui agregando sua força de trabalho nas lavouras de café , e venceu apesar do momento histórico totalmente desfavórável.

Tenho muito orgulho de minha ascendência. A lembrança dos meus tios, tias e avós vem cheia de odores saborosos, de sons, de risos, de tapas , abraços, vozes altas e amor.

E eu como tenho meu quinhão nesse clã, e puxei-lhe os modos , não tenho nenhum motivo pra me arrepender por de não ter -lhes demostrado meu amor quando podia, porque , como eles, existe uma coisa que absolutamente naõ sei fazer: esconder e não declarar o que me vai no coração.


Obrigada a você Anne, pelo post (que me lembrou dos meus e me levou a escrever a crônica.)


Beijo pra todos.

Tocando na mesma tecla... :P

[Postado por Anne M. Moor]

Apenas pra reforçar a necessidade de bons professores de inglês... :P

Divirtam-se!!

Tks to JU and MAX

[Postado por Flavio Ferrari]

Um improvisado happy-bloguer rolou na casa da Jú e do Max ontem, estimulado pela Érica e aproveitando a grata presença da Angela de Cuiabá.
Convidamos quem encontramos no meio do feriado ... Ernesto, Bruno, Walmir, Angela, Udi, Ti, além da Ju e da Érica ... E vários amigos e amigas do ilustre casal de anfitriões, com destaque para o Mateus e sua habilidade para transformar isqueiros em abridores de garrafas.
Max e seu parceiro de banda nos brindaram com alguns sucessos dos Beatos (ou seriam bezouros) ao violão. Se a Lú lá estivesse (não é o Lula, ok ...) teria dito: Caraca !!! Os moçoilos mandam bem ...
Sucessos dos 80/90 também rolaram para quem gosta de dançar ...
Em suma, agradabilíssimo ...
Só nos resta agradecer à gentilíssima anfitrião e seu conjuge, pelo simpático acolhimento.
Se deixarem ... repetiremos ...

Quem tiver curiosidade...leia...é extenso mas vale a pena!!!

[Postado por Estrelinha]




Trecho do livro " O Pequeno Prícipe"

"E foi então que apareceu a raposa:-Bom dia, disse a raposa.

-Bom dia, respondeu polidamente o principezinho, que se voltou, mas não viu nada.

-Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...

-Quem és tu?perguntou o principezinho.Tu és bem bonita...

-Sou uma raposa, disse a raposa.-Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...

-Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.

-Ah! Desculpa, disse o principezinho.

Após uma reflexão, acrescentou:-Que quer dizer “cativar”?

-Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?

-Procuro os homens, disse o principezinho. Que quer dizer “cativar” ?

-Os homens, disse a raposa, tem fuzis e caçam. É bem incômodo! Criam galinhas também. É a única coisa interessante que eles fazem. Tu procuras galinhas?

-Não, disse o principezinho. Eu procuro amigos. Que quer dizer “cativar”?

-É uma coisa muito esquecida, disse a raposa. Significa “criar laços...”

-Criar laços?

-Exatamente, disse a raposa. Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo...

-Começo a compreender, disse o principezinho. Existe uma flor...Eu creio que ela me cativou...

-É possível, disse a raposa. Vê-se tanta coisa na Terra...

-Oh! Não foi na Terra, disse o principezinho.

A raposa pareceu intrigada:Num outro planeta?

-Sim.

-Há caçadores de raposa nesse planeta?

-Não.

-Que bom ! E galinhas?
-Também, não.

-Nada é perfeito, suspirou a raposa.

Mas a raposa voltou à sua idéia.

-Minha vida é monótona. Eu caço galinhas e os homens me caçam. Todas as galinhas se parecem e todos os homens se parecem um também. E por isso eu me aborreço um pouco. Mas se tu me cativas, minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros passos me fazem entrar debaixo da terra. O teu me chamará para fora da toca, como de fosse música. E depois, olha! Vês, lá longe, os campos de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelo cor de ouro. Então será maravilhoso quando tiveres me cativado. O trigo ,que é dourado, fará lembrar-me de ti. E eu amarei o barulho do vento no trigo...

A raposa calou-se e considerou por muito tempo o príncipe:

-Por favor...cativa-me! Disse ela.
-Bem quisera, disse o principezinho, mas eu não tenho muito tempo. Tenho amigos a descobrir e muitas coisas a conhecer.

-A gente só conhece bem as coisas que cativou, disse a raposa.

Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!

-Que é preciso fazer ? perguntou o principezinho.

-É preciso ser paciente, respondeu a raposa. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva. Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada. A linguagem é uma fonte de mal-entendidos. Mas, a cada dia, te sentarás mais perto...No dia seguinte o principezinho voltou.

-Teria sido melhor voltares à mesma hora, disse a raposa. Seu tu vens , por exemplo, às quatro da tarde, desde ás três começarei a ser feliz. Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então, estarei inquieta e agitada : descobrirei o preço da felicidade! Mas se tu vens a qualquer momento, nunca saberei a hora de preparar o coração...É preciso ritos.

-Que é um rito?perguntou o principezinho.

-É uma coisa muita esquecida também, disse a raposa. É o que faz com que um dia seja diferente dos outros dias; uma hora, das outras horas. Os meus caçadores, por exemplo,possuem um rito. Dançam na quinta-feira com as moças da aldeia. A quinta-feira então é o dia maravilhoso! Vou passear até a vinha . Se os caçadores dançassem qualquer dia, os dias seriam todos iguais, e eu não teria férias!

Assim o principezinho cativou a raposa.

Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:

-Ah! Eu vou chorar.-A culpa é tua, disse o principezinho, eu não te queria fazer mal; mas tu quiseste que eu te cativasse...

-Quis, disse a raposa.

-Então, não sais lucrando nada.

-Eu lucro, disse a raposa, por causa da cor do trigo.

Depois ela acrescentou:

-Vai rever as rosas. Tu compreenderás que a tua é a única no mundo. Tu voltarás para me dizer adeus, e eu te farei presente de um segredo.

Foi o principezinho rever as rosas:

-Vós não sois absolutamente iguais a minha rosa, vós não sois nada ainda. Ninguém ainda vos cativou, nem cativastes a ninguém. Sois como era minha raposa. Era uma raposa igual a cem mil outras. Mas eu fiz dela um amigo. Ela é agora única no mundo.

E as rosas estavam desapontadas.

-Sois belas, mas vazias, disse ele ainda: Não se pode morrer por vós.

Minha rosa, sem dúvida um transeunte qualquer pensaria que se parece convosco. Ela sozinha é porém mais importante que vós todas, pois foi ela que eu reguei. Foi ela que pus sobre a redoma. Foi ela que abriguei com o paravento. Foi dela que eu matei as larvas (exceto duas ou três por causa das borboletas). Foi a ela que eu escutei queixar-se ou gabar-se, ou mesmo calar-se algumas vezes. É a minha rosa.

E voltou, então, à raposa:

-Adeus, disse ele...

-Adeus, disse a raposa. Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos.

-O essencial é invisível para os olhos, repetiu o principezinho, a fim de se lembrar.

-Os homens esqueceram essa verdade, disse a raposa. Mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Tu és responsável pela rosa...

-Eu sou responsável pela minha rosa...respondeu o principezinho a fim de se lembrar."

Amar!

[Postado por Estrelinha]


Pensando bem...acho q esse poema tem a ver com a frase “Tu és eternamente responsavel por tudo aquilo que cativas”Saint-Exupéry .

Amar

És livre na luz do sol

e livre ante a estrela da noite.

E és livre quando não há sol,nem lua ou estrelas.

Inclusive, és livre quando fechas os olhos a

tudo o que existe.

Porém, és escravo de quem amas,

pelo fato mesmo de amá-lo.

E és escravo de quem te ama,

pelo fato mesmo de deixar-te amar.

Khalil Gibran

O poema é lindo e faz sentido...

Mas a argumentação, o contraditório e ampla defesa devem existir:

Como frase feita se combate com frase feita, alguem criou essa, funciona como uma espécie de habeas corpus preventivo:

NÃO COLOQUE SEU DESTINO EM MINHAS MÃOS, POIS EU NÃO SEI O QUE FAZER COM ELE.

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Peça

[Postado por Carol Dias]


Sem palavras, apenas ENCANTADOR!
Cada detalhe, cada efeito, cada mensagem.
(Vi muito marmanjo enxugando as lágrimas)
"Você é eternamente responsável por aquilo que cativa"





Sustentabilidade(a verdadeira)

[Postado por Lú]






Fluxo e sustento da Vida


Coisas que não mudam!


Leite e mel, pão e vinho,


Água- Terra -Fogo - Ar!


Amor e amar,amar,amar.






(R.Camara)

Raiva de mim...

[Postado por Estrelinha]


Feriadão...tempão para estudar para minhas provas e n consegui...passei mal...muito sono...e só agora estou me restabelecendo...acordei cedinho, tão animada pra depois acontecer isso!!!O importante é q estou melhor e n sei o q eu tive...

quinta-feira, 6 de setembro de 2007

tempo onde

[Postado por Udi]


essa água em que fluo
não tem pressa

correnteza do presente
precioso e impreciso

preciso?

TINA ESCOBAR

[Postado por Reinaldo Ortega]


Acordei atrasado, meu filho pegou a segunda aula por conta disso, dei-lhe uma bronca, afinal alguém tem que levar a culpa.
Voltando para a casa comprei pão voando, fiz meu café expresso em fogo alto para tentar compensar aqueles minutos perdidos dessa sexta-feira prematura, porém, de repente, me flagrei aqui mastigando um pedaço de pão com geléia de morango (diga-se de passagem, uma delicia), segurando minha caneca de porquinho com café em uma mão e o mouse na outra. Percebi que estou viciado em blog, e pior que isso, não só estou blogueiro passivo, mas também ativo, escrevendo esse texto que não agregará nenhum valor à humanidade enquanto os ponteiros turbinados do meu relógio digital giram em um ritmo alucinante. E eu aqui, com meu note book disputando espaço na mesa do café da manhã, sentindo um imenso prazer solitário e lamentando por ter que abreviar o final desta crônica, pois o telefone toca, certamente é da empresa.

Ora (direis) ouvir estrelas! Olavo Bilac

[Postado por Estrelinha]


Bem...já que voces gostaram...


Ora(direis) ouvir estrelas!


"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo

Perdeste o senso!" E eu vos direi, no

entanto,

Que, para ouvi-Ias, muita vez desperto

E abro as janelas, pálido de espanto ...


E conversamos toda a noite, enquanto

A via láctea, como um pálio aberto,

Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,


Inda as procuro pelo céu deserto.


Direis agora: "Tresloucado amigo!

Que conversas com elas? Que sentido

Tem o que dizem, quando estão contigo?"


E eu vos direi: "Amai para entendê-las!

Pois só quem ama pode ter ouvido

Capaz de ouvir e de entender estrelas."

Imortal!

[Postado por Estrelinha]


Morre ao 71 anos, o tenor Luciano Pavarotti.

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Assistam!

[Postado por Gui Ferrari]



Esse filminho eu lembrei porque eu li o texto no blog do meu pai...

Ontem, Tudo esquizito.

[Postado por Gui Ferrari]

Começou quando eu cheguei no clube, porque toda terça e quinta eu vou nadar porque estou gordinho e com dores no joelho. Segunda feira eu fiz uma tal de ressonancia sei lá o que mais do joelho. e saiu o resultado hoje, que dizia assim:
"Com a utilizacao da bobina de alta resolucao nota-se leve borramento da
camada superficial da cartilagem patelar no terco medio da faceta
lateral, sem fissuras ou erosoes. Nota-se ainda afilamento da cartilagem
no terco medio e inferior do vertice e faceta medial da patela, sem
fissuras ou erosoes profundas."
ou seja, meu joelho esta manchado!

Bem, eu cheguei na garagem e o andar de baixo estava aberto. Isso significa que o clube estava lotado.
Eram 19h e ele estava lotado! como se não bastasse meu joelho doía mais do que de costume e a piscina também estava lotada!
Enfim, fui ao vestiário e pela primeira vez deixei as minhas roupas com os funcionários do clube.
Fui para a piscina e nadei na raia que nunca tinha nadado.
saí da piscina e tomei banho num chuveiro que nunca tinha tomado. Após a aula estava com uma torcicolo horrorosa.
Joelho, garagem, roupas, chuveiro e por fim torcicolo.
Talvez tenha alguma relação.
numerologia e horóscopo devem explicar...

Horóscopo de leão, terça feira.
"seu dia será incomum. fique atento a dores e costumes." huahuahauhauh

Não debochem de uma mulher...

[Postado por Anne M. Moor]

Debochar de uma mulher criativa é perigoso...

Profundo!

[Postado por Estrelinha]



"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo/ Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,/ Que, para ouví-las muita vezes desperto/ E abro as janelas, pálido de espanto... (Olavo Bilac).

Estou bem!!!!

[Postado por Estrelinha]




Coisas tão simples e singelas fazem iluminar a alma da gente!!! Estou hoje bem melhor que ontem, pois só de ouvir a voz de uma pessoa já me acalmei!!! Bom dia!!! Beijos a todos!!!

terça-feira, 4 de setembro de 2007

EU VOOOOOU!!

[Postado por Carol Dias]


As estrelas são todas iluminadas.
Acho que é pra que cada um possa , um dia,
encontrar a sua.
O pequeno príncipe.
.
.
.
.
.
..
.
.
Dia cheio hoje hein? hehehe

Crônica

[Postado por Reinaldo Ortega]


Achava que eram crônicas os poucos textos que escrevi no Ecoar, pesquisei e confirme, sim, estava certo é crônica mesmo, diagnostiquei!
Afinal, não estava tão distraído assim naquela aula de português no primário. O que eu não sabia, eram dos sub-estilos, essa, por exemplo, muito divertida, de autoria de Luis Fernando Veríssimo, é uma crônica de humor, com o titulo: Vestibular, exemplo que ilustrava a explicação sobre o tema. Achei que valeria a pena ser lida e compartilhada. Aproveitem a divertida leitura!


( ...) Nunca tive que passar pelo martírio de um vestibular. É uma experiência que jamais vou ter, como a dor do parto. Mas isso não impede que todos os anos, por essa época, eu sofra com o padecimento de amigos que se submetem à terrível prova, ou até de estranhos que vejo pelos jornais chegando um minuto atrasados, tendo insolações e tonturas, roendo metade do lápis durante o exame e no fim olhando para o infinito com aquele ar de sobrevivente da Marcha da Morte de Batan. Enfim, os flagelados do unificado. Só lhes posso oferecer a minha simpatia. Como ofereci a uma conhecida nossa que este ano esteve no inferno.– Calma, calma. Você pode parar de roer as unhas. O pior já passou.- Não consigo. Vou levar duas semanas para me acalmar. – Bom, então roa as suas próprias unhas. Essas são as minhas.– Ah, desculpe. Foi terrível. A incerteza, as noites sem sono. Eu estava de um jeito que até calmante me excitava, e quando conseguia dormir sonhava com escolhas múltiplas: A) fracasso, B) vexame, C) desilusão. E acordava gritando: Nenhuma destas, nenhuma destas. Foi horrível.– Só não compreendo porque você inventou de fazer vestibular a esta altura da vida...– Mas quem é que fez vestibular? Foi meu filho! E o cretino está na praia, enquanto eu fico aqui, à beira do colapso.Mãe de vestibulando. Os casos mais dolorosos. O inconsciente do filho às vezes nem tá: diz pra coroa que cravou coluna do meio em tudo e está matematicamente garantido. E ela ali, desdobrando fila por fila o gabarito. Não haveria um jeito mais humano de fazer a seleção para as universidades? Por exemplo, largar todos os candidatos no ponto mais remoto da floresta amazônica e os que voltassem à civilização estariam automaticamente classificados? Afinal, o Brasil precisa de desbravadores. E as mães dos reprovados, quando indagadas sobre a sorte do filho, poderiam enxugar uma lágrima e dizer com altivez:– Ele foi um dos que não voltaram...Em vez de:– É um burro!

ebaaaa!!!!

[Postado por Érica Martinez]

Pessoal, não tenho o e-mail de todo mundo, portanto, aí está o convite da minha festinha de aniversário que será realizada no dia 12. (dá pra visualizar?)
FICAREI MUITO FELIZ COM A PRESENÇA DE TODOS!!
Quem estiver aqui no feriado, manifeste-se tb, pq certamente deverá rolar alguma coisa, afinal, o dia não pode passar em branco, né?

OBS: temos mais uma aniversariante no dia 09, hein?!
Que será presença bem-vindíssima em ambos os eventos!
(não citei pq ela disse que gosta de ficar meio entocada no seu dia... A deixo com a palavra... ;) )

Ilustrações

[Postado por Carol Dias]



Não resisti e tive que postar isso hoje!
Dêem uma olhada nas esculturas (sim! E em papel!) e nas ilustrações de Jen Stark .
E também brinque de Jackson Pollock aqui , é só mover o mouse e clicar para trocar a cor.
DIVIRTAM-SE!

Ô mundo rápido sô!

[Postado por Carol Dias]

Há tempos queria falar sobre a Les Mills , que comercializa para as academias pacotes de "body" (body combat, body pump, body balance...) que vai de suadas aulas em cima de um mini-trampolim até ioga personalizada.
Até aí ótimo. As pessoas estão cansadas de coisas convencionais e é cansativo - pra quem não gosta - ficar puxando ferro todo dia.
Mas eles, espertinhos como são, fazem 2 workshops, e pronto! Você já é um deles!
Agora, trimestralmente você paga uma taxa de R$70 para aprender a coreografia nova. Ou seja, te escravizam e se não for, você perde a credencial.
Era o tipo de coisa que já existia, mas eles patentearam e hoje a chancela é sinal de qualidade (erroneamente). Devido, claro, a moda que se tornou.
Mas recentemente li sobre a proposta da Nike de dança (por um famoso coreógrafo) com propósito de queimar calorias. Tá, isso também já existia, mas o legal é que você não paga nada, em troca comercializam seus produtos na academia.
Existe ainda a americana Mad Dogg ,que criou o spinning , espécie de bike indoor que simula descidas, subidas, curvas...
Entre prós e contras, acho uma boa pra os profissionais que podem se reciclar e entrar no mercado com alternativas que não poderiam sozinhos, sem o “nome” e fama das empresas que comercializam esse tipo de exercício.

Estou a ponto de...

[Postado por Estrelinha]


Ilusões

[Postado por Flavio Ferrari]

Acabo de assistir o filme O Ilusionista, com o Guilherme.
Filmão.
Me fez pensar sobre o iludir e o iludir-se.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Justificativa para um bom professor de inglês...

[Postado por Anne M. Moor]

Posto aqui um vídeo que justifica a boa formação em inglês...

Manhãs de Setembro!

[Postado por Estrelinha]



Manhãs de Setembro (Vanusa)


Fui eu que se fechou no mundo, e se guardou la fora

Fui eu que num esforço se guardou na indiferença

Fui eu que numa tarde se fiz tarde de tristezas,

Fui eu que consegui ficar e ir embora.

fui esquecida, fui eu

Fui eu que noite fria se sentia bem,

e na solidão sem ter ninguem fui eu

Fui eu que primavera só não vi as flores, nem o Sol, nas manhãs de setembro

Eu quero sair, eu quero falar

Eu quero ensinar o vizinho a cantar

Nas manhãs de setembro

Nas manhãs de setembro

Nas manhãs de setembro

Nas manhãs...

Estimulante cobrança ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Não vou cobrar ... vou estimular...
Onde estão Ti, Angela e Lúcia que não postam mais ?
A Ti sempre objetiva e assertiva, a Angela que vê a poesia da vida, e a Lucia tão arguta.
Só dois posts de cada uma ???? É pouco !
Está certo que, como musas, vem inspirando seus protegidos.
Mas, como diria Olavo Bilac, não basta ser musa. Tem que escrever ...
Xi... cobrei ...

domingo, 2 de setembro de 2007

TRATAMENTO VIP PARA O WALMIR

[Postado por Reinaldo Ortega]

Vai uma gelada ai?

Bincando com as Luzes da Cidade

[Postado por Reinaldo Ortega]









Foto de Reinaldo Ortega
Texto de Flávio Ferrari
Quando os vapores
multicoloridos
exalados pela civilização
alcançam esmaecidosas
papilas de meu coração
alteram-se os humores
combalidos
reacende-me a paixão

O coração tem razões...

[Postado por Udi]

A postagem mais recente lá do Arguta Café chama-se O centro do Universo e gerou uma grande quantidade de comentários.

Dentre as muitas idéias que me ocorreram, a partir da postagem do Arguta, uma foi essa canção do maravilhoso ídolo Caetano Veloso.

Não há grande razão, motivo ou porquê dessa canção ter me ocorrido (ultimamente ando - além de preguiçosa - pouquíssimo preocupada em ter razão).

Então taí! Compartilho com vocês. Quem sabe alguém encontre alguma razão...

Gente
Caetano Veloso

Gente olha pro céu
Gente quer saber o um
Gente é o lugar de se perguntar o um
Das estrelas se perguntarem se tantas são
Cada estrela se espanta à própria explosão

Gente é muito bom
Gente deve ser o bom
Tem de se cuidar, de se respeitar o bom
Está certo dizer que estrelas estão no olhar
De alguém que o amor te elegeu pra amar

Marina, Bethânia, Dolores, Renata, Leilinha, Suzana, Dedé
Gente viva brilhando, estrelas na noite

Gente quer comer
Gente quer ser feliz
Gente quer respirar ar pelo nariz
Não, meu nego, não traia nunca essa força, não
Essa força que mora em seu coração

Gente lavando roupa, amassando pão
Gente pobre arrancando a vida com a mão
No coração da mata, gente quer prosseguir
Quer durar, quer crescer, gente quer luzir

Rodrigo, Roberto, Caetano, Moreno, Francisco, Gilberto, João
Gente é brilhar, não pra morrer de fome

Gente deste planeta do céu de anil
Gente, não entendo, gente, nada nos viu
Gente, espelho de estrelas, reflexo do esplendor
Se as estrelas são tantas, só mesmo amor

Maurício, Lucila, Gildásio, Ivonete, Agripino, Gracinha, Zezé
Gente, espelho da vida, doce mistério
© Editora Gapa

Regulamentando

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

A propósito da postagem da Carolzita e do comentário do Flávio, proponho uma brincadeira:

Justificar a regulamentação de QUALQUER profissão com base no fato de que qualquer uma delas, exercida com imperícia, pode por pessoas em risco.

Não vale dizer que sociologia é perigosa se o cara virar presidente. Tem que ser alguma coisa independente do indivíduo.

Alguém se habilita?

Eu começo: professores de inglês podem colocar o indivíduo em risco, se o aluno chamar "pump" de "bomb" no aeroporto de Miami...

sábado, 1 de setembro de 2007

É hoje!

[Postado por Carol Dias]


O dia do professor de educação física é, originalmente, celebrado no dia 15 de junho. Porém, com a regulamentação da profissão no dia 1º de setembro de 1998, criou-se uma polêmica.

Aqueles que são a favor da regulamentação – ou seja, que o Conselho Federal de Educação Física zele pela qualidade do serviço do profissional de educação física – querem que o dia seja mudado para 1º de setembro. Mas nada ainda está resolvido. O importante é que a maioria dos profissionais nem sabe que existe um dia dedicado a eles.

Com a onda do culto ao corpo, os professores de educação física conseguem espaço no mercado de trabalho. O problema é que, muitas vezes, as academias contratam pessoas sem qualificação necessária, nivelando os salários por baixo.

Basta o sujeito ser meio forçudo que acaba conseguindo o emprego, tomando o lugar de profissionais formados. Um professor de verdade sabe que é preciso checar a respiração do aluno, conferir o batimento cardíaco, o cansaço, sempre evitando que ele ultrapasse o limite. Aquecimentos e movimentos corretos são preocupações constantes.

texto retirado da internet

Filmes...

[Postado por Anne M. Moor]

Prometo que eu e o Ortega não combinamos nada... :P Mas hoje eu vi dois filmes sensacionais - um pela 5ª vez e o outro por recomendação de uma aluna - e não posso deixar de recomendá-los.
"O incrível Mr. Hollander" é um filme incrível que trata de 2 temas 'near to my heart':
o ser professor e a educação de surdos. Vejam, que não vão se arrepender...

"Os monólogos de uma vagina" é imperdível, interessante e surpreendente, tudo ao mesmo tempo. Vejam se eu não tenho razão...

O MINISTÉRIO DA SAÚDE ADVERTE: SEXO ANIMAL PODE FAZER MAL À SAÚDE

[Postado por Reinaldo Ortega]

Pasmem, cerca de 5% dos homens brasileiros tem seu pênis torto em um ângulo além do normal, isso é de 45 a 90graus. A doença de Peyronie, segundo a Associação Brasileira de Urologia é o nome dado ao traumatismo repetido no mesmo local, causando uma inflamação dolorosa e um calombo que entorta o Bráulio.
Por isso, caros colegas de gênero, muito cuidado com o excesso de entusiasmo.

Fonte: Revista Super Interessante edição 242