quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

Paciência dá audiência

[Postado por Udi]

... lá no ARGUTA Café gerou vários comentários.

Talvez um dia eu consiga contar sobre como essa esta canção me despertou da paixão amorosa para a paciência amorosa... até se transformar neste momento ainda sem forma - como bem disse a Lu: between.

HaiKai - um pouco de estória...

[Postado por Flavio Ferrari]

Vagando pela Internet descobri que o criador dos Hai Kai foi um tipo chamado Sorobo Nasuruba.
Não é seu nome verdadeiro. Adotou esse pseudônimo na adolescência, após alguma experiência traumática não revelada.
A métrica original criada por Nasuruba era 90-70-90, sendo que a primeira e a terceira linha eram divididas em duas metades simétricas (45x45 - 70 - 45X45).
Como os versos ficavam muito longos, um estagiário da redação do Bishoujo Shimbun simplificou tudo adaptando para caber em um quadrinho de Mangá. Ficou 5-7-5, dalí para frente.
Nasuruba reclamou. Considerava o novo formato muito curto, muito direto, sem lugar para os tradicionais rituais japoneses de preparação.
O estagiário explicou que no mundo moderno não havia mais lugar para isso. Na sua opinião, quem não fosse direto ao ponto, acabaria sobrando.
Sorobo Nasuruba escutou em silêncio, curvou-se em reverência e bateu em retirada.
Em casa, chorou aliviado. Finalmente havia descoberto a causa do seu fracasso.

(digressão)

[Postado por Lú]

Between



".....Brinca de se entregar,

Sonha pra não dormir..."






(Saigon)






Saudades Difusas

[Postado por Flavio Ferrari]

Lembranças
de uma mente confusa
Saudade difusa
de ilusão ou de esperanças

Errar o caminho
e apertar o passo
em descompasso
triste, de volta ao ninho

Onde estará
a alma gêmea
para quem a fêmea
se entregará ?

Segue a procura
olhar orvalhado
coração apertado
em busca da cura

(homenagem para minhas meninas)

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

As ondas da blogaldeia ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Desta vez eu vou deixar para alguém mais comentar ...

domingo, 27 de janeiro de 2008

Escritos instigantes

[Postado por Flavio Ferrari]



Caros amigos do Prozac,
O Rodrigo acaba de postar as partes 1 e 2 de seu livro no blog www.disfoniaquantica.blogspot.com .
A primeira parte (Apokatástasis) só é inteligível para quem leu todos os clássicos da filosofia e mais alguma coisa.
Minha sugestão é que saltem direto para a segunda parte (Invader Gonzo) leiam os casos do detetive Voldo.
Apesar das inúmeras referências fora do alcance de um mortal comum, o texto é instigante e até divertido.
Como o próprio Rodrigo diz na postagem de introdução do blog, "De literatura de banheiro as estantes de best-seller das nossas livrarias já estão lotadas." . Seus jovens escritos tem o mérito de não cairem no lugar comum.
Eu fico orgulhoso

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

CONVITE PRO NIVER DE SAMPA - Terá comes e bebes!

[Postado por Reinaldo Ortega]

Caros amigos do Pozac, a Uninove, em homenagem ao aniversário da Cidade de São Paulo, preparou uma exposição de fotos em seu portal, vale a pena conferir: http://portal.uninove.br/home/detalheeventos.cfm?eventoId=AC01770E-F6A5-2EBB-A660F1B386194717

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Aprendendo com Voldo

[Postado por Flavio Ferrari]

Voldo é o anti-heroi do livro Disfonia Quântica do Rodrigo (obra quase acabada).
A pré-leitura tem sido muito inspiradora.
Compartilho com vocês, em primeira mão, uma das digressões de Voldo, o detetive da verdade, enquanto buscava solucionar um de seus casos. Obviamente, minha interpretação da dita cuja ...

1. Numa visão sincrética, podemos dizer que nossa alma (ou essência vital ou qualquer outra coisa assim) é parte de Deus. Quando morremos, essa partícula volta a suas origens... voltamos a nos encontrar com Deus.

2. A população mundial vem crescendo exponencialmente, o que significa que temos um número cada vez maior de pessoas portadoras de almas por aqui.

3. Isso nos deixa duas alternativas: ou Deus vem diminuindo de tamanho, ou as almas estão cada vez menores.

Terminam aqui as digressões de Voldo e começam meus comentários...

4. Observando o que se passa por aqui hoje em dia, aposto na segunda opção: um mundo de pequenas almas.

5. Por outro lado, mesmo considerando que Deus mantém sua onipotência (descontada a pequena e constante parcela parcimoniosamente distribuida para manutenção das vidas mortais), noto uma sensível redução no montante individual de atenção dedicada a cada alma em particular.

6. Sobraria, ainda, uma terceira possibilidade não considerada por Voldo: em algum outro planeta a quantidade de "vida" poderia estar diminuindo, e o saldo transferido para a Terra. Mas para issso precisaríamos acreditar que existe vida em outro planeta ...

Pensando el lunes...

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

Não há por que sentir-se culpado por ser apenas um cara estranho.

By Woody Allen ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Not only that is no God, but try getting a plumber on weekends ...

domingo, 20 de janeiro de 2008

Não é assim um Jorge Lemos, mas ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Ah ...
como é bom amar
sem enlouquecer
enlaçar
envolver
possuir
e devolver
respirar juntos
até o alvorecer
é com intensidade
não com loucura
que eu quero viver

sábado, 19 de janeiro de 2008

Paz

[Postado por Anne M. Moor]

Quando escolhemos a paz, vivemos em paz.
(Richard Bach)

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

sobre os frutos

[Postado por Érica Martinez]

Ontem estava passeando pelo site "Citador" (bacanésimo! Vão lá!!) e chamou-me a atenção esta frase que hoje, após ler os textos do Walmir sobre os filhos lá no "O Centauro", achei que seria interessante publicá-la:
"Como é que se vê que o fruto está maduro? Quando ele cai do ramo." André Gide

Uma possibilidade de amor.

[Postado por Angela]


Era isso - aquela outra vida, inesperadamente misturada à minha, olhando a minha opaca vida com os mesmos olhos atentos com que eu a olhava: uma pequena epifania. Em seguida vieram o tempo, a distância, a poeira soprando. Mas eu trouxe de lá a memória de qualquer coisa macia que tem me alimentado nestes dias seguintes de ausência e fome. Sobretudo à noite, aos domingos. Recuperei um jeito de fumar olhando para trás das janelas, vendo o que ninguém veria.
Atrás das janelas, retomo esse momento de mel e sangue que Deus colocou tão rápido, e com tanta delicadeza, frente aos meus olhos há tempo incapazes de ver: uma possibilidade de amor. Curvo a cabeça, agradecido. E se estendo a mão, no meio da poeira de dentro de mim, posso tocar também em outra coisa. Essa pequena epifania. Com corpo e face. Que reponho devagar, traço a traço, quando estou só e tenho medo. Sorrio então. E quase paro de sentir fome.
(Por Caio Fernando Abreu, em "Dois ou três almoços, uns silêncios.)
(imagem: Fabian Perez)

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Fazendo Backup

[Postado por Tina]



De volta da Grécia e já trabalhando. Trouxe um fotozinha do catito hotel onde me exibi por alguns dias.

Recebi um e-mail da Érica perguntando se existe uma maneira fácil de fazer um backup do seu blog que não seja abrindo postagem por postagem.

Vejamos, Érica:

Existe um programa chamado BlogCollector que não apenas faz um backup, mas o transforma em um livro no formato PDF!
Bom demais, né?
Seria, se funcionasse. Nunca consegui fazer esse troço funcionar. Hoje mesmo eu mudei temporariamente o modelo d Assertiva pelo modelo recomendado por eles, e ainda assim, nada. E olha que já tentei esse programa meses atrás.
Se ainda assim você quiser tentar, o endereço é http://www.asprise.com/product/blogcollector/.
Como o blog do chefinho é meio complicadinho, pode ser que mesmo trocando o modelinho o tal programinha fique enroscadinho.
Se conseguir, me avise.

A segunda opção não é tão charmosa, mas funciona.
Baixe um programa chamado Blogger Backup, da CodePlex neste endereço. Depois de instalado, esse programinha vai baixar seu blog inteirinho numa boa, mas num formato que talvez você não goste, chamado Atom. Ele vai gerar um arquivinho com extensão XML. Para abrí-lo, é só clicar nele e o Explorer vai te mostrar o conteúdo.
A coisa parecerá esquisita, mas se você olhar bem verá que toda a informação está lá guardada. Dá até para recortar e colar as postagens se você quiser guardá-las em outro format (DOC, por exemplo).
Eu recomendo com toda a força que você (e os outros também)use esse programa e guarde esses arquivos XML. Agora poderá não saber o que fazer com ele, mas se no futuro o Bin Lade bombardear o Google, será possível recuperar tudinho.
O novo Assertiva vai usar XML para recuperar dados de outros blogs também. Assim, quando ele entrar no ar, eu já terei um programinha capaz de transformar XML em outros formatos, e aí é só me passar os arquivos que eu faço isso pra você.

Um beijão pra todo mundo, e um feliz Ano Novo!

Pensamento de um momento

[Postado por Flavio Ferrari]

É o problema da esperança ...
Quem espera
Nunca alcança

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

frase do dia - dica

[Postado por Érica Martinez]

Camila, minha querida e pensadora amiga, me deu ontem um livro:
"O MUNDO EM UMA FRASE - Uma breve história do aforismo", de James Geary, editor da revista Time da Europa.

Na orelha, uma explicação de Nietzsche sobre os aforismos:

"Todo aquele que escreve com sangue e aforismos não quer ser lido, e sim aprendido de cor. Nas montanhas, o caminho mais curto é de pico em pico, mas para isso é preciso ter pernas compridas. Os aforismos devem ser picos, e aqueles a que são dirigidos, altos e imponentes."

Do conteúdo, a minha frase do dia:

"Para nós, atualmente, a verdade não é o que é, mas o que os outros podem ser levados a aceitar." Michel de Montaigne

domingo, 13 de janeiro de 2008

Esporte para adultos

[Postado por Flavio Ferrari]


Frase da semana.... garota, menor de idade, entrevistada na saida de um baile funk ...
Reporter: Você não acha que é muito novinha para frequentar esse tipo de lugar ?
Popuzuda: É como dizem ... se já tem grama no campo, então já dá para jogar ...

sábado, 12 de janeiro de 2008

Vida

[Postado por Lú]














Poesia XXII

Não me procures ali
Onde os vivos visitam
Os chamados mortos.
Procura-me
Dentro das grandes águas
Nas praças
Num fogo coração
Entre cavalos, cães,
Nos arrozais, no arroio
Ou junto aos pássaros
Ou espelhada
Num outro alguém,
Subindo um duro caminho
Pedra, semente, sal
Passos da vida.
Procura-me ali.
Viva.


(HILDA HILST)

(imagem : mil imagens -Google)

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Calhau

[Postado por Ernesto Dias Jr.]



Esta postagem tem a finalidade única de encher linguiça, mudar de assunto. E a foto é bem comprida. O que os olhos não vêem o gavião não bica, quaquaquaquaqua

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Pernas pra que te quero...

[Postado por Lú]




É preciso ajustar a direção, a velocidade

e a cadência do caminhar ao tamanho das pernas...

Afinal,

São mesmo nossos passos que nos levam

onde queremos estar ...

Se conselho fosse bom...

[Postado por Udi]




do oráculo Lung Ten:


"Absorver a confusão do outro diminui seu espaço interno. Confie na sua capacidade de ficar consigo mesmo. Mas não se identifique demais com suas idéias para não se iludir."

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Traição...

[Postado por Anne M. Moor]


terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Milágrimas (1.993)

[Postado por Angela]




Milágrimas
Música: Itamar Assumpção
Letra: Alice Ruiz


Em caso de dor ponha gelo
Mude o corte de cabelo
Mude como modelo
Vá ao cinema, dê um sorriso
Ainda que amarelo, esqueça seu cotovelo
Se amargo for já ter sido
Troque já esse vestido
Troque o padrão do tecido
Saia do sério, deixe os critérios
Siga todos os sentidos
Faça fazer sentido
A cada mil lágrimas sai um milagre

Caso de tristeza vire a mesa
Coma só a sobremesa coma somente a cereja
Jogue para cima faça cena
Cante as rimas de um poema
Sofra penas viva apenas
Sendo só fissura ou loucura
Quem sabe casando cura
Ninguém sabe o que procura
Faça uma novena reze um terço
Caia fora do contexto invente seu endereço
A cada mil lágrimas sai um milagre

Mas se apesar de banal
Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal do sal do sal
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma
Duas tres dez cem mil lágrimas sinta o milagre
A cada mil lágrimas sai um milagre


Voz: Itamar Assumpção
Vocais: Miriam Maia, Tata Fernandes e Nina Blauth
Flauta transversal: Simone Julian
Contra baixo: Lelena Anhaia
Contra baixo de 5 cordas: Clara Bastos
Teclado: Adriana Sanchez
Bateria: Simone Soul
Percussão-flexoton, caxixis: Nina Blauth

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

[Postado por Anne M. Moor]

Aluno de Direito ao fazer prova oral.

- O que é uma fraude?
- É o que o senhor professor está fazendo - responde o aluno.
- O professor fica indignado.
- Ora essa, explique-se.
- Então diz o aluno:
- Segundo o Código Penal, "comete fraude todo aquele que se aproveita da ignorância do outro para o prejudicar".

Peço desculpas aos advogados e estudantes de Direito do pedaço, mas não resisti!!!!!!

domingo, 6 de janeiro de 2008

Dias Melhores

[Postado por Flavio Ferrari]

Se você se sente
Combalido ao sol poente
Não se preocupe
Dias melhores virão

Sua alma de joelhos
Tão sozinho nos espelhos
Não se preocupe
Dias melhores virão

Um bando de vampiros que se dizem seus amigos
E garotas desmentindo suas promessas de manhã

E gente complacente decidindo seu futuro
E combatendo sua vontade de buscar o que é destino seu

O punho sobre a mesa
Estufa o peito em tua defesa
Não se preocupe
Dias melhores virão

Despacha o timoneiro
Assuma a nau e escolha o rumo
Não se preocupe
Dias melhores já estão

Vaporiza seus vampiros e as falsas pitonisas
Escolhe a fada entre suas musas e encontra seus irmãos

Ignora os vis maestros arrogantes, prepotentes
E compõe a tua história com as rimas que quiser

sábado, 5 de janeiro de 2008

Um dia depois do outro

[Postado por Udi]

Para um 2008 menos complicado



...por causa do post do Flavio no Arguta (http://arguta.blogspot.com/) "Simples ou nem tanto"

Detalhes determinantes

[Postado por Flavio Ferrari]


Ok ... sou do tipo que tem um pinguim em cima da geladeira.
E não foi presente de ninguém. Está lá 100% por iniciativa própria.
A geladeira não é assim uma Frigidaire mas eu também não sou tão frígido.
Já a presença dos imãs não era minha intenção original. Tudo começou porque ganhei um, de uma amiga querida. Uma foto magnética da cena de um filme (Lost in Translation, com Bill Murray e Scarlett Johansson) que ela julgou representar um momento de nossa história.
Aí, uma vez desvirginada a porta da geladeira, a pizzaria, a lavanderia e a assistência técnica do seguro estamparam presença.
O rádio antigo sobre a cristaleira sem porta, a parede trans-moderna, as velhas malas fakes de papelão no chão da sala e o cubo-porta-retrato que resiste ainda com as 6 fotos que vieram da loja sobre a pequena mesa-vitrine ao lado do sofá são outros detalhes reveladores.
De quê, não sei.
Quem se interessar que decifre.


Jorge Lemos - Linhas Cruzadas

[Postado por Walmir Lima]


Linhas Cruzadas


O jornal Folha de Vinhedo disponibilizou recentemente em seu 'site' um 'link' para consulta às últimas matérias da coluna 'Linhas Cruzadas', escrita pelo nosso amigo e escritor Jorge Lemos, do Blog "Sombras & Fragmentos", e publicada todos os Sábados por aquele jornal.

A Folha é distribuída, além de Louveira e Vinhedo, nas cidades de Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Jarinu, Valinhos, Cabreúva, Itatiba e Itupeva, levando os principais acontecimentos da semana com muita credibilidade a estes leitores.
Vale a pena conferir sua incansável Busca da Palavra Certa, com muita altivez e justiça.

A matéria de Sábado é publicada no site toda Segunda Feira.

Consulte através do novo link no
'Sombras & Fragmentos' e em 'O Centauro'.

www.folhadevinhedo.com.br/colunistas/colunistas_jorge_lemos.php


Veja também em 'Sombras & Fragmentos' o post "Versos Híbridos II".

E TEM MAIS... Vem mais coisa nova da Blogosfera, em breve, na Folha de Vinhedo. Aguarde.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Eu não existo sem você

[Postado por Raquel Neves de Mello]

Anotações de congressos

[Postado por Flavio Ferrari]


O comentário do Ernesto na minha postagem anterior, sobre suas anotações em congressos, levou-me a escanear as minhas.
São poucas. Velho hábito dos bancos de escola. A partir do colégio passei a não usar mais cadernos. Algumas folhas de A4 presas na surrada prancheta de madeira eram suficientes para as ideias que me ocorriam durante a aula.
Para mim, aulas e congressos são fontes de inspiração, raramente sobre o tema em questão.
Em geral, pespontam ideias filosóficas, como sugerem algumas anotações que encontrei...
- Declínio do celibato / associar com a história dos rabanetes
- Improviso planejado é improviso ?
- Centenas de lagartixas não fazem um jacaré
- Será que Nietzsche também dormia em congressos ?
- Fazer postagem sobre o Salmo do Salmão


quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Antigas anotações ...

[Postado por Flavio Ferrari]

Arrumando a estante do escritório encontro algumas anotações de palestras antigas ...
Resgatei essa pérola:

- A tarefa mais dura na vida de uma garota é provar a um homem que as intenções dele são sérias.

Arco-íris da meia-noite

[Postado por Udi]


Foi uma passagem de ano maravilhosa!

Ti e Flavio: fada e mago na arte de receber e acolher

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Para que o ano passe bem ...

[Postado por Flavio Ferrari]


Para que o novo ano passe bem
Como diriam os mineiros
Há que escolher melhor o trem

Tributo à amizade

[Postado por Lú]


2008 do tamanho dos anseios de cada um.


E, quando surgirem as dificuldades ,
nos lembremos que prá "aparente" noite escura
brilhar inundada de luz,
basta mostrar-se a Lua....


Minha gratidão , meu carinho
e meus beijos,
encantada e feliz
pelos amigos que tenho.