quarta-feira, 9 de julho de 2008

Nasceu.

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

Walmir deu à luz seu rebento vesicular, Petrinha. Robusta (34,622 gramas), a menina é a cara do progenitor. Os olhos verde-bile, no entanto, devem ser da mãe, cuja identidade o cafajeste teima em manter em sigilo. Há suspeitas de que seja uma garrafa de Chartreuse.
O pai passa bem.

6 comentários:

Anne M. Moor disse...

Que Petrinha agora sossegue o pito!!! E o Walmir que aproveite o descanso forçado pra se recuperar.
Beijos ao Walmir e pra ti Ernesto, obrigada pelas notícias e beijos tbm. :-)

Raquel Neves de Mello disse...

Tava achando meio estranho mesmo o silêncio do Walmir, mas achei que havia algum navio encalhado ou sequestrado por aí.
Por favor, Ernesto, mantenha-nos informados.

Érica disse...

Isso não tem a ver com pouco consumo de água também???
Walmir!! Toma água! E não esquece o casaco! rsrs...
Melhoras, querido! Te cuida!!!Grande beijo!

Suzana disse...

Ernesto, obrigada por nos manter informado.Também achei que algum navio estava em outros mares.
Que bom que tudo esta bem.
Concordo com a Anne quanto ao descanso que embora "forçado" deve ser bem aproveitado.
Ao Walmir desejo excelente e breve recuperação.
bjs

Anne M. Moor disse...

E escondam o Chartreuse!!!!!!!!!!

Luiz Modesto disse...

A minha ainda está aqui.
Quem me dera pari-la.
Parabéns, meu caro.