domingo, 2 de agosto de 2009

EU E OS PÁSSAROS (2)

[Postado por A.Tapadinhas]


O meu amigo Luis Carlos, autor do livro “O Espírito dos Pássaros”, é que sabe! Quando lhe perguntei se julgava que a história de “O Pássaro Azul” tinha acabado, ele respondeu:
“Como poderia pensar uma coisa dessas… Tenho para mim que a amizade, sem longe nem distância é para sempre”.
E acrescentou que as duas caturras seriam um casal.
Então é assim:
O macho tem as penas interiores da cauda cinzento-escuro e a fêmea cinzento-amarelado. A bochecha cor-de-laranja, aliás, como todas as outras cores, são mais brilhantes no macho. O macho aprende com facilidade a reproduzir sons.
Estas, como todas as outras características, não deixam dúvidas que a caturra original é um macho e a jovem, uma fêmea. Tenho uma outra razão especial para pensar assim: a maneira como ela me dá o pescoço para eu lhe fazer festas!
Parece-me que estão todas as condições reunidas para que esta história termine como os contos de fadas…
…Casaram, tiveram muitos meninos e viveram felizes para sempre!

9 comentários:

Maru disse...

Me ponen nerviosa los pájaros, así que te dejo un abrazo.

Maru
Chile

Denise disse...

Viver feliz para sempre...Utópico,possivel ou SER Feliz vivendo o para sempre.

Saudades de vc

Denise

Anne M. Moor disse...

António

Foi amor a primeira vista! Estás a ensiná-los a falar?

Beijos

Walmir Lima disse...

Prezado Antonio,

Bom saber que é mesmo um casal.
Assim, terão a chance de viver uma vida de amor, mesmo que um amor engaiolado.
Você vai ver que macho apaixonado canta mais bonito.

Ava disse...

Até a natureza é pródiga em suas "arrumações..." rs

Veja que bela surpresa... formar um lindo casal assim... tão simples!

António, a natureza é sábia!

Fico feliz de saber que tens uma linda história de amor bem aí... ao alcance das mãos...rs


Beijos!

Udi disse...

Yesss!
Valeu a torcida!
;)

Flavio Ferrari disse...

Quando alguém estava muito feliz, minha avó costumava perguntar:
- Viu o passarinho azul ?
Quando eu perguntei ao meu avô como é que a gente poderia descobrir se uma garota era virgem ele respondeu:
- Pinta o passarinho de azul ... se ela estranhar é porque já viu de outra cor ...

Anne M. Moor disse...

Flávio,
Queria muito ter conhecido teu avô!!!! rsrsrrsrs

Ravick disse...

Aqui chamamos essa espécie de calopsita. Bons posts, gostei daqui! :D