quinta-feira, 30 de julho de 2009

Sobre deuses, pássaros e gaiolas

[Postado por Udi]



"Um pássaro voando é um pássaro livre. Não serve para nada. Impossível manipulá-lo, usá-lo, controlá-lo. Pássaro inútil."

...continua lá no RM no Verbo

5 comentários:

PIPI das meias curtas disse...

claro que um pássaro voando não é inútil, é aquilo que é, pois para isso a natureza o dotou, para voar! ou será tão inútil quanto nós, humanos, que nem asas temos e nossa natureza não nos dotou para coisa alguma, a não ser, por exemplo, meter pássaros (e não só) em gaiolas...

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Já não sei mais se comento lá ou aqui...rsrsrsrs
BJS!

Anne disse...

Adoro Rubem Alves... e o vôo dos pássaros é contagiante...

Beijos

A.Tapadinhas disse...

A jovem caturra que eu apanhei não seria inútil lá fora, livre: qualquer gato a apanharia sem dificuldade. Até eu, que não sou gato, a apanhei!

Na óptica do gato seria um belo petisco!

Na Natureza nada se perde...

Beijo.
António

Anônimo disse...

a gente ve um passaro solto na natureza vivendo lvre uma beleza, ai pegamos ele só pra apreciar , mas vica chato porque não iremos ver ele voar ser feliz , ficaremos vendo ele quito , triste na gaiola, o valor dele é ser um animal de deus , se fosse feito para comer ele não voaria e seria gordo