quinta-feira, 30 de abril de 2009

Desenho pro ÉrreEme

[Postado por Udi]

ÉrreEme, o blogueiro de olhar mais profundo da blogaldeia, fez uma profunda análise em comentário à postagem "...vida de frila", abaixo. E ainda, conduzido por esse olhar penetrante, chegou a uma pergunta que respondo neste post para que seja compartilhado por todos, em especial pela Tetê, que também ficou curiosa ao ler o comentário do Érre.

Nu-Kua ou Kuan yin
Há cerca de seis ou sete mil anos havia um mito universal de que todos os seres eram provenientes do útero de uma Mãe Cósmica [2]; tal mito da criação universal teve lugar durante uma fase informe do mundo, aonde nada podia ainda ser identificado. Inicialmente cultuada na Índia, como Kali, a Mãe Informe, recebeu depois o nome de Tiamat (Babilônia), Nu Kua (China), Temut (Egito), Têmis (Grécia pré-helênica) e Tehom (Síria e Canaã) --este último foi o termo usado mais tarde pelos escritores bíblicos para Abismo.
As mais antigas noções de criação se originavam da idéia básica do nascimento, que consistia na única origem possível das coisas e esta condição prévia do caos primordial foi extraída diretamente da teoria arcaica de que o útero cheio de sangue era capaz de criar magicamente a prole. Acreditava-se que a partir do sangue divino do útero e através de um movimento, dança ou ritmo cardíaco, que agitasse este sangue, surgissem os "frutos", a própria maternidade. Essa é uma das razões pelas quais as danças das mulheres primitivas eram repletas em movimentos pélvicos e abdominais.
...
...

O nome chinês dado à Mãe Primordial e informe é Nu Kua, nome referido também entre os egípcios, gregos, mesopotâmicos e hindus. As referências a ela remontam há 2.500 a.C. e a imagem permanece venerada nas regiões setentrionais. Kuan Yin ou A Mulher é uma deusa dos casamentos e das mulheres em geral. O corpo original do I Ching chama-se Oito Trigramas e os sessenta e quatro hexagramas são denominados por kua, derivado linguísitico de Mãe Primordial ou Nu Kua.


...e esta postagem também poderia ter um subtítulo "VOLTA FLAVIO!", para fazer valer a campanha lançada pela blogueira mais Avassaladora da blogaldeia.

26 comentários:

Udi disse...

Ei Érre, veja lá os trocadilhos com "Nu Kua"... pense apenas que é um nome chinês! (...risos!)

rm disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tetê disse...

nossa, udi!!
que nome feio, hein??
mente poluída nada, dona,
é igualzinho...
rsrs
como diz a mari estou com "incontinência urinária"!!!
mas me diz, como não vou rir de me mijar (ui, fazer xixi!) toda depois de uma dessa???
nem que fosse virgem, que não é o caso!!!
___________________________________

será que depois de um comentário desses vc me expulsa daqui?
oh!!! liga não, nega (morena, pq sou a nega loira!) é overdose pura
aqui,
por conta da tal asiática
!!
ops!!
digo, porcina!
ops!!! suína
!!
acertei agora
???
e ainda me atrevo a deixar bj pra vc, tá??

Udi disse...

Afffe Tetê! Nem me ocorreu que deveria fazer a mesma recomendação prá você também.

Minina, isso tudo é efeito da gripe? Será uma porcina que veio da Ásia? Como ainda não sabem a origem exata do vírus (México é foco mas não, de forma comprovada, a origem), há chances de você estar certa, why not?

rm disse...

Claro que o elogio, a mim dirigido, é imerecido, mas ainda assim agradeço. Só pra deixar patente e inconteste sua extrema doçura...

Quanto aos mitos "religiosos" da criação ou do "sopro da vida" acho-os, todos, muito belos. Perpassam, sem exceção, a todas as culturas e muitas vezes são fundantes de diversas religiões, das animistas, passando por todas as politeístas e chegando até mesmo à tradição judaico-cristã.

Quando destacam o elemento feminino da criação tornam-se ainda mais belos e quando racionalizados à psicologia ou à antropologia fornecem vasto material de apredizado.

Adorei o desenho!

A.Tapadinhas disse...

As coisas que a Udi sabe!!!
(E agora, também de pintura, de gordo/magro rsrsrsrs)...
Não sei em que blogue está a decorrer um concurso para os melhores comentários. Estão aqui diversos candidatos ao podium...
Beijo.
António

Anne M. Moor disse...

"Acreditava-se que a partir do sangue divino do útero e através de um movimento, dança ou ritmo cardíaco, que agitasse este sangue, surgissem os "frutos", a própria maternidade."

É tem toda razão nénão???? rsrsrsrs

Avassaladora disse...

Udi, até que enfim voltou!
Saudade danada de ti!
Pode ser um trocadilho, afinal a Ti e o Flávio desapareceam no "triangula da porcina! ...rsrsrs
Brincadeira!!!

Olha, vc deu uma aula aqui...
Que bela história vc trouxe pra gente.

Tudo que envolve o mito da maternida, da vida, da criação é muito bonito!
Afinal é a essência da feminilidade!


Obrigada por dar uma forcinha na campanha pró Flávio!

Quanto a avassaladora... Avassalador é o carinho que sinto por vcs, depois de tão gostosa acolhida, já que cheguei e me instalei...rsrsrsrs


Beijos e carinhos!

Udi disse...

Érre,
então temos mais uma discordância (além do partido ...risos!): a opinião sobre a sua sensibilidade e olhar atentos (vou postar o momento Zen final e você verá como tem características inatas de um meditador).
Vou falar mais nada, nego... Cê é especial! ...na verdade, todos somos, mas é que alguns sabem se "fazer funcionar" de forma mais eficiente :)

A. Marcos disse...

Udi, fiquei curioso para saber qual o masculino de Nu Kua, seria Nu Ku?

Aliás, Thêmis é o nome da minha linda cadela.

Udi disse...

Marcão, na ausência do Flavio cê bem que faz as vezes de, né? (francamente! ...risos!)

Udi disse...

António,
sobre melhores comentários, difícil hein? Mas sobre respondedores, você estaria seria top ranking! As suas respostas, além de serem acolhedoras, são altamente didáticas (aprende-se não apenas sobre gordo e magro na pintura mas também sobre Yin e Yang no amor).

Udi disse...

Anne! Salvou-se do tubarão? ...risos!
:)))

Udi disse...

Ava,
só mesmo uma mineirinha (nem tão come-quieta) prá mostrar a todos que, nem sempre, chegar de mansinho é a melhor maneira. Chegou chegando, enfeitiçou e ficou!
De novo: seja muito bem vinda!
beijos!

rm disse...

Udi, neguinha japa;
e viva a diferença (como dizem os franceses)!

Vou ser muito franco: acho esse negócio de blogosfera uma bela chatice, mas não troco algumas das amizades que fiz por aqui - e você está ESPECIALMENTE entre elas - por nada que possa ser considerado mais interessante que ficar com a bunda doendo de tanto tempo sentado ao computador...

Agora, fazer funcionar é comigo mesmo... rss

E aguardo o novo post sobre meditação e, principalmente, com suas impressões e experiência pessoais (não esqueci não, nega! acha que me embroma fácil assim? rss)

Udi disse...

Érre Zen (adoreeei neguinha japa!) ,
como sei que não vou perder o amigo, farei a piada: espero que "bunda doendo" seja somente por ficar muitas horas sentado ao computador e não por ter perdido uma aposta que andou arriscando pela blogosfera :)))

...é amizade mesmo, nego! não é agradinho bloguista... cê vê que não sou seguidora de nenhum blog, né?

Anne M. Moor disse...

Udi,
Salvei-me com 'movimentos pélvicos e abdominais'. rsrsrsrsrs

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Você ia gostar da segunda aula do curso (Masculinidades e o Tempo); termina com uma comparação entre as masculinidades e as feminilidades no desenvolvimento das mitologias!
BJS!

Pedro Antônio disse...

Pois é, linda Udi! Navegar é preciso! (rsrsrsrs) Mas tem de ser num mar bem calminho!

Beijooos.

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA

Udi disse...

Anninha, considerando o pouco que sei sobre Jung e os arquétipos, cada uma de nós temos um cadinho de Kuan Yin bem aqui dentro.

Udi disse...

Chris, eu ia gostar do curso inteiro!
beijos!

Udi disse...

P.A minino ixperrrto, para quem tem asas, não há mau tempo que assuste!
beijos

rm disse...

Quem disse que eu perdi a aposta? rss

Menina, já fui chamado de quasa tudo. Em geral expressões bem menos carinhosas que "zen": troglodita botineiro, escorpião...

Thanks, querida!

leve solto disse...

Udi querida, eu li com atenção, seriedade, tentanto assimilar, refletir... mas, menina, quando leio os comentários... rs Sou obrigada a comentar os comentários...rsrsr

O Rmzinho queridíssimo falou tudo: eu também não trocaria pessoas daqui por uma montanha que convivo lá fora... Inclusive vc (mesmo com pouco contato, meu feeling pra pessoas "do bem" é incrível)...

bjs, adorei o post

Mara

RM, para de graça, estamos negociando ainda... lembra???

Quanto ao "fazer funcionar"... tinha certeza eu vc falaria nisso em seu comentário!!! (já te conheço pouquinho querido...rs)

Walmir Lima disse...

Udi,

Que bela homenagem ao "o blogueiro de olhar mais profundo da blogaldeia".
Obrigado por compartilhar a beleza do sempre profundo conhecimento milenar universal.

A você, que sempre gosta de postar clipes de bela música, convido a assistir os que postei lá no 'O Centauro'. Acho que vai amar.

.

Érica Martinez disse...

Udinha: todos os blogs num só post.
Já arrumou uma nova profissão? A de "congregadora oficial do evento"! rsrs