sábado, 2 de maio de 2009

Amar é...

[Postado por Walmir Lima]


Amar é a coisa mais alegre.

Amar é a coisa mais triste.

Amar é a coisa que mais quero.



(Adélia Prado, Poeta Mineira, 1935 -)


Postado por: Walmir Lima
.

15 comentários:

Anne M. Moor disse...

E amar é o alimento do viver...

E tão bom...

Viva a Adélia Prado!

Adriana Elise disse...

Adélia Prado e seus dizeres simples e profundos. Adoro.

leve solto disse...

Estou no momento "primeira frase"... Felizzzzzzzzzz!

bjs e super final de semana

A.Tapadinhas disse...

I love to love.

Não sei donde vem esta frase mas é verdadeira, e fica com mais sentido no original...

Em português fica melhor como diz Adélia Prado, que eu não conhecia...

Abraço.
António

Ilidio Soares disse...

Preciso voltar a lê-la. Como se deve, assim como você acaba de me regalar, aos pouquinhos, lentamente, repetidamente. bjos

Suzana disse...

E amor jamais rimará com dor.

Avassaladora disse...

E que quer viver sem amor?
E é tudo que queremos!

Mesmo sofrendo!
Ainda assim queremos!

Walmir Lima disse...

amigos,

Vejam só a magia da net e dos Blogs.
Que grande chance temos de conhecer autores, artistas, poetas desse calibre e que estavam esquecidos ou ignorados, circunscritos a uma certa 'elite' de intelectuais.
Adélia Prado é um deles.
Depois de conhecer, a gente sai, ávido, atrás de informações a respeito.
Acho isso ótimo e muito me gratifica.
Obrigado a todos por vir até aqui tomar esse 'cafezinho' gostoso do Prozac. É um verdadeiro café de letrinha.

Nada Mais que eu Mesma disse...

Amar é se sentir feliz em ver que a passoa amada está bem, independendte de com que ela(e) esteja.
Bjos

Walmir Lima disse...

Pois é, Mara

Mas sentir-se feliz assim como você diz é uma tarefa muuuito difícil.
É preciso muita amizade.
Aliás, falando nisso...

'Eu diria que o amor não pode prescindir da amizade.
Se o amor precinde da amizade, é uma forma de loucura.'

Érica Martinez disse...

uau! "com sangue"...

Raquel Neves de Mello disse...

Oi Walmir,
Acho que o amor é um golpe de sorte. Mais ainda: acho que encontrar aquele alguem e reconhecer nele o amor é quase um milagre. Mas acontece. Eu garanto.
Beijos

Walmir Lima disse...

Érica,

Garota observadora.
Também achei essa imagem muito expressiva da intensidade desse amor.

Walmir Lima disse...

Adriana,

Não queria deixar de agradecer por sua primeira visita a uma postagem minha.

Espero que continue nos visitando.

Também fui fotógrafo artístico. Lá pelos anos 70 tive vários trabalhos publicados nos jornais e revistas e participei de vários Salões Internacionais representando o Brasil.

Mas, essa é uma matéria que vou publicar, um dia, como mais uma das minhas memórias lá no meu Blog 'O Centauro'.

Um abraço,

Walmir
ocentauro.blogspot.com

Walmir Lima disse...

Oi, Raquel

Desde o seu comentário sobre o casamento no 'Parachoque de Caminhão n.2' você demonstra ter uma visão otimista sobre os relacionamentos e sobre o amor.
Acho isso ótimo - a coisa mais linda quando se é correspondido.
Mas, como você mesma disse, é uma questão de sorte, quase um milagre.
Eu acredito em milagres.
É por isso que, depois, 'vivo precisando deles'. rsrsrs