terça-feira, 14 de julho de 2009

EU E OS PÁSSAROS

[Postado por A.Tapadinhas]

Já vos contei a história do “Pássaro Azul”, nome que dei à pintura feita a partir do poema do meu amigo Luis Carlos, que podem consultar no meu blogue, numa entrada de Outubro de 2007.
É um pássaro em constante mutação: primeiro pássaro verdadeiro, depois poema e música, depois tela, depois pássaro que, na minha gaiola, assobia a 5.ª de Beethoven ou o Hino Nacional…
Julgava que a história estava encerrada! Puro engano!
Ontem, quando ia a sair de casa para tomar café, vi em cima da mesa do meu jardim uma caturra!
Fui buscar a máquina fotográfica para ficar com a recordação. Depois das fotos, fui tentar apanhar o pássaro… Ele voou, como é próprio de um pássaro que se preza!
No meu regresso do café, lá estava ele outra vez, a caminhar pela relva do jardim!
Peguei na gaiola com a minha caturra assobiadora e coloquei-a à vista da visitante. As cores da minha loura, ou a sua poupa, quem sabe, atraíram de imediato a sua atenção.
Calmamente, com o andar bamboleante típico dos marinheiros, procurou o comedouro, com os protestos veementes da minha loura, que não consente abusos, logo no primeiro encontro!

Aproveitei aquele desaguisado para a apanhar e dar-lhe oportunidade de comer as sementes que tanto a tinham interessado.
E lá ficou! Já dormiram juntas a primeira noite!
Ainda olham de soslaio uma para a outra!
Tenho esperança que sejam um menino e uma menina, mas não faço ideia de como o poderei saber!
Já marquei consulta na veterinária! Estou ansioso por saber o resultado!
Se fosse uma história para crianças, terminaria assim:
Casaram, tiveram muitos meninos e viveram felizes para sempre!
E esta, como (quando) terminará?

8 comentários:

Glaura disse...

Tapadinhas, quem diria, um romantico aviário... Que lindo!

Udi disse...

Torcendo para que seja um menino... ou terá que te ver com a tua loura!
...e com todas nós, meninas românticas e eternas crianças.
:)

Ava disse...

Ai... António... agora nos deve uma resposta se é um menino realmente...rs

Estamos a torcer pelo novo casal e pode se formar por aí...

Agora, se não for o tal menino, podem ser grandes amigas...

O que marca é a sua sensibilidade...rs

Pequeninos detalhes de nosso cotidiano, que faz valer o dia!


Bijos em seu coração

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Sensacional!...
Que emoção!
Nossa! Se você esquecer de contar a continuação da história vou cobrar, pois não vou aguentar de curiosidade!...
Bjs para os (por enquanto) 3!

Ana Lúcia Porto disse...

Se menino, ótimo, se menina, fica pela companhia... Um pássaro a mais, muita sorte essa sua...
Beijos,
Ana Lúcia.

luis santos disse...

Vai ser um vasal. Apostas?

luis santos disse...

Correcção: em vez de vasal, deve ler-se casal!!!!!!

Anne M. Moor disse...

António,
Que história linda... Adoro essas 'relações' que surgem do nada...

Beijos