domingo, 17 de agosto de 2008

Dorival Caymmi - A Alma Cheia de Amor

[Postado por Walmir Lima]

Dorival Caymmi
(30 Abril 1914 - 16 Agosto 2008)

O poeta que melhor cantou seu amor pelo Amor, pelo Mar e a Bahia.

Que conseguiu resumir, numa só frase-ensinamento, sua maneira de ser e viver, em alma poeta:

"Pobre de quem acredita
Na glória e no dinheiro
Para ser feliz"

10 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Olha ... essa tal de Gloria eu não conheço.
Já com relação ao dinheiro, a falta dele certamente atrapalha.
Por outro lado, também não temos indicação de quem não acredita na Glória e no dinheiro seja feliz.
Pessoalmente, acho que quem mora na Bahia de frente para o mar já tem tudo de bom que o dinheiro pode comprar para garantir a felicidade.
O rapaz vai fazer falta.

Urariano Mota disse...

Há um post sobre Caymmi, que fala do valor humano e fundamental da sua obra, em http://urarianoms.blog.uol.com.br/
Abraço.

Udi disse...

Linda imagem! totalmente o espírito de quem vai prá Maracangalha de chapéu de palha.

A.Tapadinhas disse...

Perda para todos nós: ele criou "O que é que a baiana tem?", resposta dada por Carmen Miranda, nascida em Portugal.
Abraço.
António

Érica disse...

Linda imagem e homenagem, Walmir!
Emocionei.

Anne M. Moor disse...

E ele nos acompanhará sempre...

Jorge Lemos disse...

"João valentão é brigão
pra dar bofetão
não presta atenção
e nem pensa na vida...
Faz coisas que até
Deus duvida
Mas tem seus momentos na vida...

É quando a morena..."

Assim foi Dorival.

Tive a grata satisfação
de produzir para a TV Tupi, nos idos anos 60, com a parceria do
correto Walter Flavius Arruda
programa memoravel: estreamos o VT da Tupi paulista com
Dorival entrevistando Caymmi,
o bom baia entrevistando a si mesmo: coisas da cidade e das praias.
Walmir me sugeriu ontem escrever sobre isto. Escreverei. Vai para o "Memórias de um Tempo" volume dois. Espero que alguem do MIS
nos convide, a mim e ao Walter para um depoimento, resgatando um pouco da história da TV no Brasil.

O programa acima citado foi TL -Espetáculos, patrocinado por Três Leões, importante magazine, cuja agência de publicidade Léo Publicidade, marcou época com produções independentes. Foi o Diretor de Rádio e TV daquela agência.

Dorival foi um monumento e sua memória deve ser cultuada e preservada.
Parabens Walmir.

Jorge Lemos disse...

Fui o diretor do Depto de Rádio e TV daquela agencia. Tem muita história para ser contada.

Érica disse...

em homenagem à música de Dorival Caymmi, LanLan, Emanuelle Araújo e Toni Costa formaram a Banda Moinho (originalmente chamada de Moinho da Bahia, como a música), se você é um bom sujeito e gosta de samba, vale ouvir na Eldorado:

http://int.limao.com.br/eldorado/audios!getPlayerAudio.action?destaque.idGuidSelect=5EBF5D19EB424C2FB6E02F1AEA5D3E8E

disse...

Walmir:
Pensei em fazer esse post e naõ fiz.Ainda bem que você teve mais disposição.
Vai ter entrega de medalha de ouro no céu.
Cá na terra,o Brasil e a Bahia perdem um pouco da sensualidade malemolente de quem traduzia em sua arte o requebrar dos quadris.
E, tomara , que a Maria Celeste ganhe uma serenata.
Um beijo grande.
Saudade.