sexta-feira, 5 de outubro de 2007

Saudades de mim

[Postado por Walmir Lima]



Faz tempo que não tenho condições de escrever algo meu, mas hoje senti de escrever algo e aí me ocorreu...


'Mesmo que os meus versos nunca sejam impressos

Eles lá terão a sua beleza, se forem belos.

Mas eles não podem ser belos e ficar por imprimir,

Porque as raízes podem estar debaixo da terra,

Mas as flores florescem ao ar livre e à vista.

Tem que ser assim por força.

Nada pode impedir.'

15 comentários:

Angela disse...

Livres expressam a beleza interior do criador.
Compartilhados se tornam ainda mais belos.

Reinaldo Ortega disse...

Amigo Walmir: Está impresso na mente de quem leu. Abração.

Anne M. Moor disse...

Writing is part of being free... Fly my friend and write!

disse...

Mas, as raízes debaixo da terra, no silêncio, é que são responsáveis pelo explendor e pela beleza das flores.
A beleza que exige o olhar mais penetrante é ainda a mais bela...
Lindo poema.
Lú.

disse...

E não me venha falar de beleza interior, que isso é coisa de decorador(nada contra decoradores).
E solta esse passarinho.
Malú.

É! disse...

sinto que um bom papo entre amigos pode ter sido o adubinho dessa flor!
inspirado poema! solte-se mais!!

Udi disse...

Talvez esse bom papo, que a É!rica menciona acima, tenha servido para aplacar um pouco essa saudade.
Sinto esse poema como um resgate de si mesmo. O pássaro na gaiola já é o olhar de alguém que vê do lado de fora, que é o seu olhar!

Walmir Lima disse...

Amigos, esse poema nem posso dizer que é meu, já que me veio mais ou menos como uma lembrança de algo que posso ter lido num passado, eventualmente, muito remoto.
Ele reflete meu momento. Não como quem o vê, mas com o olhar do próprio passarinho.

Jorge Lemos disse...

Abra a portinhola e voe...
Deixe que a brisa mansa o leve, e continue fazendo versos. Lá na frente vamos gravar um CD e espalhar para os amigos o que plantamos hoje: a colheita vai ser ótima.

Flavio Ferrari disse...

O Walmir de passarinho preso fica assim, meio melancólico ...

Ti disse...

Walmir,

A Força que está em você é única... Aproveite!!

Beijos

ANA disse...

A veces lo mas hermoso no es lo que está a la vista, a veces son los entresijos por descubrir, los tonos en los que acaba descomponiéndose la luz, lo que todavía no está visto lo que nos acaba atrayendo de las personas.
Saludos felices Walmir, ana.

zuleica-poesia disse...

Seus versos merecem ser impressos e lidos por todo mundo. Sorte será de todo mundo.Sorte a minha de haver lido essa poesia. Abraços.

Walmir Lima disse...

Y lo que mas recompensa a nosotros, es dársenos cuenta de que lo que decimos en nuestra poesía encuentra sentido en el sentir de otro poeta. Como a ti, Ana, que, por poetisa, logras comprender muy claramente el mensaje de los entresijos.

Walmir Lima disse...

Zuleica, não há recompensa maior que o elogio de um mestre como você. Um beijo carinhoso.