terça-feira, 23 de outubro de 2007

Terra gentil

[Postado por Flavio Ferrari]

Saudades do Brasil, terra gentil ...
Fui tirar um fio branco que estava no paletó de um cara no congresso e ele, na lata, respondeu:
-Weiss Faden ... Dunk (pronuncia-se algo como vai se fãdem) - e ainda me chamou de pato !!!
A guia do city tour, passou horas insistindo que o castelo para onde iríamos não era uma cópia do de Versalles (da França). Só não fiquei mais chateado porque dormi durante mais da metade do trajeto. E, quando chegamos, o castelo era igualito ... (pelo menos a sala de espelhos). Ia aproveitar que havia dormido para perguntar se, por acaso, não era uma cópia, mas meu amigo Dimas me segurou ...
Bem feito para ele ... Quando deixamos o palácio, a guia simplesmente deixou 1/3 do pessoal para trás porque não estavam dentro do ônibus na hora marcada. Detalhe ... estavam caminhando, debaixo de chuva, a uns 20 metros do ônibus ... E o Dimas ficou ...
Na boate, a garota senta sorridente do meu lado e pergunta em parco inglês:
- Vud you pay te drink to mi ?
Ao que respondo:
- Ok, we may share the beer.
E ela ...
- No ... rause ruls ... only drink champein ...
- How much ?
- Only 85 euros ...
- Weiss Faden !!! - respondo indignado ... (para alguma coisa serviu a resposta do alemão pela manhã ...) - minha namorada é mais bonita que você e adora uma cervejinha ...
Aí a moça levanta mal humorada e vai embora.
Êta paisinho de gente irritada ....

12 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Há um truque de sobrevivência na Alemanha que funciona sempre. Compra um manual de normas DIN. Qualquer um. Escolhe um fininho pra não pesar, como por exemplo o DIN 6924-a (Deutschen Industrie-Normen für Pratische Bundesvoda).
Como todos, é branco, com o logotipo do Deutsches Institut für Normung bem grandão, e o título bem pequenininho.
Serve pra tudo. Vai pegar um taxi? Acene com o livrinho para o motorista. Ele vai pensar que é a DIN-4492-b (Deutschen Industrie-Normen für Turkische Fahrkarten) e leva você sem se afastar um milímetro do trajeto correto. O motorista vai deixar seu amigo na chuva? Esfregue a capa bem perto do nariz dele e invoque a DIM9822-c (Deutschen Industrie-Normen für Publik Busfahrkonduktion Unde Gotaskaen).
Só não funciona com frauleins bebedoiras de beira de balcão. Você vai precisar de um volume mais grosso.

Anne M. Moor disse...

hahahahahahahahaha

Ti disse...

Azar da moça...Perdeu uma excelente oportunidade de divertir-se!!!

E sorte minha de adorar cerveja!!

É! disse...

hahahahahahhahaa... acho que vou trocar meu professor de Francês por um de Alemão!!!!

Udi disse...

Cordialidade!
(e o seu alemão está ótimo, consigo entender tudo!)

disse...

Que banzo heim FF!.
Bj.

Jorge Lemos disse...

É no que dá ter porte de Principe e linguajar de alto executivo. As meninas, mesmo de balcão, caem em cima esperando bons dividendos.
Flavio tem muita história para contar.

E/T - Qualquer manual serve Ernesto, até da ABNT, tendo capa branca terá validade como Ostmark.

Nunca vi gente tão pretenciosamente
burra.

Ernesto Dias Jr. disse...

Jorge:
As únicas meninas que eu vi você (pensar em) dar em cima ficavam no balcão sim. No balcão da antiga CTB, assanhadíssimas enquanto o grande repórter gravava sua entrada na Jovem Pan.
E a Estephania em casa, cuidando da janta...

disse...

Enfeitiçou a comida e o reporter ,pelo jeito.

Jorge Lemos disse...


O Ernesto tem a capacidade de levar-me aos dias áureos das grandes conquistas. Vc não sabe a dificuldade, naqueles idos, para se conseguir uma linha telefônica. E o solerte reporter fazia cada sacrificios. Ernesto foi testemunha ocular da história: quanto sofrimento, mas também grande alegrias.
Ainda contarei as façanhas do mestre Ernesto nos dias de antão.
Bicho fera que sempre admirei.

Anne M. Moor disse...

Todos nós...

Flavio Ferrari disse...

Eu já tinha ouvido falar em "chapa branca", mas "capa branca" é novidade ...