domingo, 18 de maio de 2008

Quatro Sonetos a Afrodite Anadiómena

[Postado por Lú]

AMÁTIA


Timbórica, morfia, ó persefessa,
meláina, andrófona, repitimbídia,
ó basilissa, ó scótia, masturlídia,
amata cíprea, calipígea, tressa

de jardinatas nigras, pasifessa,
luni-rosácea lambidando erídia,
erínea, erítia, erótia, erânia, egídia,
eurínoma, ambológera, donlessa.


Áres, Hefáistos, Adonísio, tutos
alipigmaios, atilícios, futos
da lívia damitada, organissanta


agonimais se esforem morituros,
necrotentavos de escancárias duros,
tantisqua abradimembra a teia canta.




Jorge de Sena



19 comentários:

disse...

Antonio:
Achei!
Como você presumiu, era mesmo Jorge de Sena.
Obrigada.

disse...

Pessoas:

Entenderam?

Muitos beijos.

Walmir Lima disse...

Catatímbola!
Entendícola nímbolas!
Paratrunfas.

Flavio Ferrari disse...

Gosto mesmo é de uma organissanta donlessa...

Ernesto Dias Jr. disse...

Só você, Lú, mestra em desencavar pérolas.

Raquel Neves de Mello disse...

Era pra entender?

disse...

Peu, psa, pbi,pa,pque, pen, pten,pde,pri,pão.
Ppor, pis,pso,pque, peu,pa, pdo,pro ,pvo,pcês.
Pgen,pte,pes, ppe,pci,pal...

Smak,smak,smak!

Érica disse...

hum... ãhn?

A.Tapadinhas disse...

Ohla, vou tenatr ser dfiernete e esrceevr em bom protguuês!
Se, com as minahs sugseõtes, cnoseugi dra-te uma aujdaa praa enocntarers a resopsta que porcuuavas, fcio mutio fleiz! A sonroa prfouniddade e snesiibliadde do sonteo que nos arpesnetas, jusitfciou, só por si, toods os efsoroçs!
Que as msuas te acmopanehm!
Beijo.
António

Flavio Ferrari disse...

Se é possível decodificar como na língua do P, não consegui.
Confesso que também não tentei com afinco. Nem meu bem querer pela autora justificaria o esforço.
Apenas deixei-me levar pelos sentimentos que despertava o texto.
Talvez o inconsciente tenha feito seu trabalho.
Talvez não.
Mas gostei mesmo assim.

disse...

Fávio:
Decodificou entao...
Nenhuma surpresa nisso.Barbada...
Bjo

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Lemos disse...

Joia perdida redescoberta.
Só você LÚ querida para usar
num permanente garimpo a batéia
que separa ouro da areia.
O Jorge de Sena desnuda as estatuas, revela a divindade kalipija.
Ispirou-se, o tal Jorge, em "Arquiloco", "Piticas",
"Propércio","de Finibas" e a célebérrima "Epistolae ex Ponto".

Jorge Lemos disse...


vou premiar você como pesquisadora de mérito. O Titulo?: "Labor omnia vicit/improbuas".
Jorge

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jorge Lemos disse...

Prometo, quqando me sobrar tempo, traduzir o rico poema do
Xará de Sena.

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
disse...

Jorge:
é o nome, é o nome...
De homens genias.
Beijao.
Fiquei morrendo de vontade de estar aí com vocês.

Angela disse...

Tiqum ca surodina rufesa do sãoce.
Peuptampbempesptoupcompxopdapde!
Beijos