sábado, 17 de novembro de 2007

Razão e emoção...

[Postado por Anne M. Moor]


Metade de nossos erros na vida vêm do fato de que sentimos quando deveríamos pensar e pensamos quando deveríamos sentir.

by Lhurton Collins

18 comentários:

Ti disse...

Anne,

Tens razão... Racionalizamos com o coração e sentimos com a razão!!

Beijos

Flavio Ferrari disse...

Erros, Anne ... que erros ?

Anne M. Moor disse...

Maneira de falar Flávio... Serve tropeços?

Ernesto Dias Jr. disse...

Não, não serve. Tropeços são quando fazemos com o pé esquerdo o que deveriamos ter feito com o direito.

Raquel Neves de Mello disse...

Só metade? Diria que todos os enganos - ja que FF nao gosta de erros - são causados pela confusão entre razão e coração.

Anne M. Moor disse...

Então Ernesto... Deixamos a emoção tomar conta em vez da razão e vice-versa... Chame-se o que quiser, mas que a confusão gerada entre emoção e razão dá pano pra manga, ah isso dá!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Tô começando a sentir vontade de enfiar a cabeça na areia, mas isso tbm pode ser perigoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Raquel Neves de Mello disse...

Não sei o que te dizer, Anne. Faço terapia, acupuntura, yoga, homeopatia, tomo tarja preta pra dormir e tarja vermelha pra levantar, hortelã pra tirar a raiva e melissa pra acalmar. Mas ainda nao descobri como resolver esse mal. Quando deveria só sentir, coloco no grafico. Quando deveria racionalizar, faço vexame. Cruz-credo!

Anne M. Moor disse...

Raquel, a gente NÃO resolve... Simplesmente continua sonhando e vivendo... hahahahahaha

Maria disse...

Assim como o que é normal é louco (sem exemplos, porque lotaria a página de rotinas),a loucura é sabedoria, luz e conhecimento. Divinos erros que me jogaram neste mundo, divinos erros que mantém as lágrimas. Enquanto a razão quer que eu não sinta, meus sentimentos loucos esquentam meu coração. Enquanto avisos luminosos piscam sem parar a palavra PERIGO, acompanhado de um coral de 1000 vozes. Minha unica voz, louca e desvairada repete um único refrão:
- Viver é sentir.

Anne M. Moor disse...

Yeeeeeeeeeees! Maria is back!!! Viva!!!!

zuleica-poesia disse...

Anne- só hoje, lendo todas as suas postagens fiquei sabendo do falecimento de sua irmã. Há muitos anos perdi um irmão de 41 anos (coração) e sinto muito até hoje. Mas você é muito corajosa e aberta para a vida. Espero que se recupere logo. Sinto muito.-abraço forte.

Anne M. Moor disse...

Zuleica querida! Muito obrigada pelo abraço e pelo sentimento. Está sendo, sim, muito difícil de digerir esta perda (embora possa parecer que eu já tenha digerido), especialmente pelo jeito que foi, mas sei (razão) que a vida continua e se foi como foi, alguma razão haverá tido. Ela era uma pessoa muito forte e quero lembrá-la pelas risadas gostosas e o poder de enxergar o engraçado em tudo. Com a ajuda dos amigos consigo!
Beijo grande...

É! disse...

peeeeeeeeeeeeeerfect!

Walmir Lima disse...

Como eu disse lá no 'O Centauro':
Prefiro ser esse poço de erros e tropeços que me caracteriza.
Seguir vivendo, e tentando, e sofrendo, e vivendo...

Anne M. Moor disse...

E principalmente VIVENDO! Erros, tropeços, enganos, desvios de rota, sofrimento, TODOS fazem parte do VIVER com letra maiúscula, e TODOS nós estamos sempre errando sim Flávio, tropeçando sim Ernesto, nos enganando sim Raquel, tendo desvios de rota, e sofrendo... Mas eu diria que o que nós, AMIGOS aqui desta aldéia, fazemos com intensidade é VIVER.
Beijão

Jorge Lemos disse...

Como valorizar o sucesso se não conhecermos o outro lado?

ANA disse...

"La cabeza (la razón) contruye puentes, el corazón los recorre" curioso, esto lo escribí no hace mucho en mi blog.
Un abrazinho,
ana.

Anne M. Moor disse...

Jorge: Pois... :P

Ana: puentes son cosas que nos unen... Abrazos