sexta-feira, 21 de setembro de 2007

A vida e os equinócios

[Postado por Ernesto Dias Jr.]

Vida

Estamos cruzando o equinócio de primavera aqui no hemisfério sul. O de outono para os do norte.
Os japoneses -- sábios japoneses -- tem um ditado: O calor e o frio terminam nos equinócios. E comemoram o Shubun no hi do modo mais forte que uma transição pode assumir. Cultuam seus mortos, levam-lhes flores e comida.
Os equinócios levam o calor das sensações mais fortes e também o frio que ás vezes nos assola. Equinócios trazem -- e lembram-nos -- que a temperança é parte da vida, e propicia o seu desabrochar.
Que este nos traga paz, e transforme também, suavemente, a dor em saudade.

8 comentários:

É! disse...

Ernesto, querido...
Estava eu pensando o que falar depois deste triste post da Anne...
pensei em por imagens que traduzissem o que senti por ela e etc... Não consegui. Sabia que alguém muito inspirado faria isso por mim, por nós, na verdade...
LINDO!

Flavio Ferrari disse...

Ambos muito sensíveis e delicados...

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Walmir Lima disse...

É como é gostosa a chegada da Primavera.
É a transição para a alegria - o desabrochar da vida e da alegria de viver.
Percebi que nasci na Primavera e que essa vida o destino perfumou com flôres.
Sentimento bom o de nascer e renascer a cada Primavera...

disse...

´"A temperança é parte da vida e propicia o seu desabrochar".
Pode ser mais verdadeiro e necessário?

Angela disse...

Suavemente...
Lindo!

Anne M. Moor disse...

Ernesto querido!
Como sempre sensível e carinhoso. Cheguei em casa faz pouco e estou vendo os milhares de emails que recebi e vim aqui, onde me sinto aninhada por vcs, meus amigos. Tanto carinho de TODOS... Obrigada do fundo do meu coração... Agora ainda não dá, mas volto aqui depois... Quero acreditar (e acredito sim) na última frase ...

Udi disse...

Esse é daqueles posts que eu não consigo comentar... de tanto que tocam fundo a alma.