sexta-feira, 28 de março de 2008

De lírios

[Postado por Ernesto Dias Jr.]



Há que ser calma a mente
Lindos sei os teus delírios
Mas turba a alma minha
O teu desejo...

17 comentários:

É! disse...

óiaaaaaaaaaaaa, visual novo!!!

Anne M. Moor disse...

Que lindo poema! Profundo com poucas palavras... Great!!

Walmir Lima disse...

A gente tem pedido ao Jorge para que leia os poemas dele em voz alta. Realmente fica outra coisa lido em voz alta por ele.
Agora, esse teu aqui lido em voz alta fica realmente OUTRA COISA!!!
Belo ensaio com a cacofonia. Aliás, cacofonia no bom sentido.
Parabéns, velho.

disse...

Prá não dizer que não falei das flores....
Embora diga de outras coisas também.
Poemas , delírios e sonhos.
Sei-os.

Jorge Lemos disse...

Ouçam:no silêncio
deste meu momento
todo o encantamento
de quem venera a flor

no deleite das palavras
mudas sempre serão
para não ferirem o tímpano
deste branco Lirio,
que pela forma tão pura
levou-me ao delirio...

Ermesto está cada vez melhor!

A.Tapadinhas disse...

Alma minha gentil que turbaste
O meu secreto desejo tão puro
E magicamente transformaste
O que era mole, em puro e duro.

Abraço, sem moleza. :)
António

Anne M. Moor disse...

Todos altamente poéticos num sábado de manhã ensolarado e inspirador... Vcs são lindos todos(as)...
Beijos poéticos :-)

Raquel Neves de Mello disse...

Puro e duro? Tapadinhas é um pseudonimo do FF?

Lindo, Ernesto, embora nao tao puro. Ou melhor, lindo porque nao tao puro.

Angela disse...

De lírios...
De leite...

Carlitos disse...

Lo suyo es talento, lo mío está lento. Mais ao final entendi
Saludos

disse...

Ernesto:
Posso ouvir o som de risadas e alegria.
Uma minha.E de respeito, se sei os fartos recursos.
Posso também ouvir o som de suspiros e poesia.
Flores, beleza e possibilidades.
E ouço acima de tudo explosão de talento.
A melhor qualidade do homem é a inteligência.
Adoro você.

Ernesto Dias Jr. disse...

Mais do tudo (ou quase tudo, sei-o), é gostoso provocar risadas.
Que bom que vocês atenderam à brincadeira. Não passa, afinal de um trocadilho.
Mas tenho que destacar o comentário do Carlitos, que venceu a barreira do idioma. Ou da língua, se quiserem.
E Lú, também adoro você.
Um beijo a todos. Exceção ao Tapadinhas, que anda perigoso, parece-me. Um aperto de mão então.

A.Tapadinhas disse...

Cão que ladra não morde
Lá diz o velho rifão.
Venha de lá esse abraço
Ou um beijo de irmão.
:)
António

Udi disse...

Os delírios combinam com o novo visual e a frase que descreve este ponto de encontro
...e parece que , além de café, temos chá também?

e esse post conseguiu, com os comentários todos, expressar a essência do que somos nós,reunidos neste lugar-comum... até o Carlitos apareceu e se Ti e FF não assinaram nenhum comentário, não é por ausência.

...e eu, atrasada, mas em tempo!
(em tempo?)

Reinaldo Ortega disse...

De lírio, oba!

Udi disse...

e não é que é mesmo?! até o Ortega! ...que conhece bem os efeitos dos lírios :)))

Flavio Ferrari disse...

De lírios vá lá ...
Mas turba já é bacanal ...