sexta-feira, 14 de março de 2008

Decisões...

[Postado por Amélia]

Já repararam quantos são os fatores que precisamos levar em consideração para a tomada de uma decisão? Posso listar alguns... fatos passados, riscos futuros, sentimentos, momento, oportunidade, curiosidade, vontade, pessoas, custos, entre outros...

Se pensarmos que tomamos uma decisão após a outra a cada minuto... Que cada minuto representa um novo rumo em nossas vidas... e que neste intervalo de tempo é impossível balancearmos tudo, chegamos a conclusão que vivemos pela intuição... E que nos auto-enganamos acreditando que são as GRANDES DECISÕES que fazem a diferença do nosso futuro...


Como boa virginiana, confesso que devo prestar mais atenção as minhas intuições...

11 comentários:

Raquel Neves de Mello disse...

Grande sacada pra uma virginiana, Ti. Eu, como tipica canceriana, vivo de insights e intuicoes. Faço pose de racional. Mas so pra não passar por destrambelhada. Mas nao adianta, todo mundo percebe. Alguns amigos ate me chamam de Mrs. Discombobulated. Entao, viva a intuição!

Raquel Neves de Mello disse...

Ah, li uma vez que o que a gente chama de intuição é na verdade um processamento ultra rapido que o cerebro faz, juntando todas as informações e experiências do indivíduo, pra dar uma resposta a uma questão.

Walmir Lima disse...

Não acredito que intuição seja apenas uma elaboração do cérebro.
Já tive várias experiências, eu mesmo, e sei que é uma percepção extra-sensorial que a maioria das pessoas não se dá conta, mas a tem latente.
Antever uma cena, com riqueza de detalhes, com anos de antecedência e de forma recorrente, até o dia em que ela efetivamente ocorreu, como aconteceu comigo, não tem nada de coletar dados (obviamente passados) e sim prever, pura e simplesmente, a situação.
Creio que isso faz parte do universo da intuição.

Udi disse...

A intuição é fundamental mas, para além dela há outros fatores (beyond the wishes) que influenciam nossas escolhas e decisões.

(Ti, lembra do que dizia sobre o Chico ter entrado na Computação e não na Poli, como ele havia escolhido?)

Ti disse...

Raquel,

Realmente acredito na intuição como o despreendimento dos fatos para estar mais aberta aos insights do Universo...

Acho que quem escreveu isto deve ter sido um virginiano, justificando alguma escolha...

Walmir,

Com certeza para aproveitarmos a magia da vida é necessário, no mínimo, apreciarmos nossa intuição...

Udi,

Feliz do Chico que soube escutar sua intuição!!

Beijos

disse...

Oi Ti,
Tb acho que somos mesmo, em grande parte ,movidos à intuiçao.É a nossa parte universal em sintonia com o resto (UNO).
E mudando pra mencionada astrologia,
essa virginana aí (vc), só pode ter como ascendente um signo de água...
Um beijo

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flavio Ferrari disse...

Querida (e quanto !) Ti: não precisa mudar nada. Os marmanjos que se virem para te merecer.

Companheiros: a percepção extra sensorial só foi "inventada" porque alguém inventou antes que só temos 5 sentidos. Não fosse assim, ninguém se supreenderia com as "intuições".

Udi disse...

Ti: você não faz idéia do quanto esse assunto rendeu no sábado!

É! disse...

mania de justificativas que têm os virginianos, não?! Não achei que estivesse ligado ao signo, vou observar mais!!
mas gosto da citação "cética", Raquel, li até um trecho "meio-que-sobre-isso" num livro que estou lendo... coloco lá no Shee pois agora tenho mais um por quê.

Raquel Neves de Mello disse...

A conversa de sabado (ou ja era domingo?) me fez ate prestar mais atenção aos meus sonhos.