domingo, 16 de março de 2008

Ganhei uma aposta

[Postado por Ernesto Dias Jr.]



O absorvente o.b. foi desenvolvido por uma médica alemã, e seu nome dado por ela (não pelo departamento de marketing da J&J). O nome é uma abreviação de "ohne binden". Em tradução literal, "sem laços". O sentido da expressão tal como usado no produto foi dar a idéia de liberdade, como se a freguesa entivesse sem absorvente.

14 comentários:

Udi disse...

Mas qual era a aposta? ...as palavras que você associou às inciais não eram essas.

FF: cê bem podia fazer uma postagem sobre a campanha publicitária da concorrência. Até porque cê não contou a história até o final.

Jorge Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Walmir Lima disse...

Obrigado. Sempre quiz saber. Tinha uma curiosidade até 'mórbida' a respeito e ninguém sabia explicar, nem mesmo elas...
Agora... quem perdeu?

Ernesto Dias Jr. disse...

É isso que dá apostar com gente que bebe.
Você e o Flavio me devem US$2,91 cada um, conforme combinado.
O nome original citado para produto era obstrutor de b.

Flavio Ferrari disse...

Justa contenda. Devo, não nego, pago em pesos mexicanos ...
Agora descobri porque os técnicos pregam a "concentração" antes das competições.
Eu estava ocupado com outros interesses...

Jorge Lemos disse...

Falaram sobre pesos, logo mexicanos?
Estou com a udi, não tinha uma história de corrimão?

Udi disse...

...corrimão?!
será que bebi além da conta mesmo?

É! disse...

e a que lugares insólitos nos leva uma bebedeira, não?!

Ernesto Dias Jr. disse...

Tomem tento, senhores e senhoras. A estório do bilú-bilú no corrimão é impublicável!

Udi disse...

Deeeus meeeu! Jorge! Era a isso que você se referia quando falou do corrimão?!!!

olha a minha cara de pasma!!
(...pero no mucho! huáhuáhuá!!)

Jorge Lemos disse...

Você se lembra Udi? Logo na entrada triunfal do Ernesto,
antes mesmo dos salamaleques
ele solta verborragicaente a história do corrimão associada
a uma aposta. Fiquei no ar... sem
entender nada, daí...
O peso dos anos, e os consequentes limites, fico a deriva...
Ambos estamos pasmos.

Udi disse...

Jorge, qual foi o líquido ingerido por você, mesmo? Na próxima pedirei a mesma bebida que você pedir e... aí sim, eu não ficarei à deriva.
:)

María Jesús Lamora disse...

Un abrazo desde España. Voy entendiendo un poco del portugués.

Ernesto Dias Jr. disse...

Benvinda, Maria.
Cada vez mais espanhóis por aqui!
Quanto ao idioma, não se preocupe. Nosotros hablamos perfectamente el portuñol.