quinta-feira, 17 de abril de 2008

18 de abril - Dia Nacional do Livro Infantil

[Postado por Angela]

"A vida, Senhor Visconde, é um pisca-pisca. A gente nasce, isto é, começa a piscar. Quem para de piscar, chegou ao fim, morreu. Piscar é abrir e fechar os olhos - viver é isso. É um dorme e acorda, dorme e acorda, até que dorme e não acorda mais.[...] A vida das gentes neste mundo, senhor sabugo, é isso. Um rosário de piscados. Cada pisco é um dia. Pisca e mama; pisca e brinca; pisca e estuda; pisca e ama; pisca e cria filhos; pisca e geme os reumatismos; por fim pisca pela última vez e morre.
E depois que morre? - perguntou o Visconde.
Depois que morre, vira hipótese. É ou não é?"
(Memórias de Emília, 1936)

José Bento Monteiro Lobato nasceu a 18 de abril de 1882 - mas jurava de pé junto ter nascido em 1884.

13 comentários:

Flavio Ferrari disse...

Isso só pode ser fala da Emília ...

Angela disse...

Claro que é! :-)

Gui Ferrari disse...

uma menina tão inteligente e tão pequena, essa Emilia.... uma bonequinha!
e me dá um pau de inteligência verbal!!! hahahah

Anne M. Moor disse...

Monteiro Lobato é um gênio... Ver as criancinhas babando ao ouvir suas histórias é algo emocionante.

disse...

Muito maaaaaaaaaaaassa!
Esses talentos me impressionam . É como ficar cara a cara com a beleza.

A.Tapadinhas disse...

A tese do pisca-pisca, vai ser publicada numa enciclopédia, que está agora no prelo. Para abrir o apetite, algumas petitas:
Quem pisca sempre encontra.
Nem tudo o que pisca é ouro.
Mais vale um pisca na mão que dois a voar.
As accões ficam com quem as pisca.
O pisca não ocupa lugar.
Piscar é fácil.
A vida são dois piscas.
In pisca, veritas.
Quem não pisca não petisca.

Abraços.
António

Érica disse...

aaaaah, que liiiiindo, Ângela!
Acho que foi por causa dele que criei gosto por ler, tenho a coleção do Sítio desde pequena!!!
Eu aaaaaamo Monteiro Lobato e a Emília!
(aliás, dancei balé na escola com uma roupinha como a dela, heheh... qualquer dia trago a foto)

(aliás 2: ai, foto chorando?!)

Udi disse...

De infantil, apenas a sinceridade... que a Emília foi feita prá tocar fundo em nós, os marmanjos.
beijos com olhos rasos d'agua.

Walmir Lima disse...

Linda postagem, minha querida.
Outro dia fiz um comentário numa postagem do Tapadinhas e mencionei o Monteiro Lobato, mas faltava mesmo uma homenagem, uma postagem específica, dedicada a esse gigante da Literatura Brasileira.
E você, com sua bela sensibilidade, garimpou um trecho que é uma das pérolas que ele escreveu.

Walmir Lima disse...

Uma piscada brilhante!

Jorge Lemos disse...

Afirmo: esta postagem enaltece a Internet. Entre piscadelas da Emilia e a vida do insigne mestre das Letras surge a Angela, como anjo, engrandecendo o Prozac.
Creio, sem critica aos demais, que a utilização deste instrumento de comunicação carece de postagens
que formem opinião e valorizem
a cultura nacional.
Parabens amiga minha senhora dos trigais

Jorge Lemos disse...

Em tempo Angela, em 1948 trabalhei com o Monteiro em sua editora. Homem de pouca fala e muita cabeça.

Angela disse...

Esse pequeno trecho foi "piscado" com arrepios e "piscadores" embaçados quando estive no Museu da Lingua Portuguesa aí em São Paulo em abril/2007.
Piscos de carinho!
♥♥♥♥♥♥♥♥♥