quinta-feira, 3 de abril de 2008

Menos

[Postado por Flavio Ferrari]

Fiz uma postagem lá no Arguta sobre a desatenção masculina.
Lamentavelmente, não me enquadro no perfil do homem "médio".
Sou atento demais, encucado demais, interpretativo demais.
Talvez porque seja curioso, tenha passado por alguns anos de análise e me interesse por pessoas.
Torna o mundo mais interessante.
Mas, acreditem, tem seu custo.
As vezes preferia ser menos ...

8 comentários:

Ti disse...

Como vi em um filme um vez, "não há boa ação sem penitência..."

Não há como se destacar, sem ser diferente.. Não há como ser diferente, sem sofrer o impacto do ambiente existente...

Suzana disse...

A cada ação existe uma reação, não é mesmo?
No seu caso são várias!kkkkkk
bjs

Ernesto Dias Jr. disse...

Eu descobri que era diferente comparando o meu com o da Verinha há... quanto? Cinquenta anos?
Depois disso não pensei muito no assunto não...

A.Tapadinhas disse...

Não é que me escapou essa postagem?

Abraço.
António

Raquel Neves de Mello disse...

E viva a diferença!

É! disse...

a gente sempre quer ser menos isso, mais aquilo e quando chega à um equilíbrio, trata logo de buscar alguma outra coisa pra "reclamar", às vezes mais, às vezes menos, mas nunca satisfeitos... nénão?

disse...

Mais Flávio. Sempre mais.
Menos somente, quando o menos é mais.
Um beijo.

Udi disse...

Você a minha solidariedade.
...e a incondicional tietagem!
;)