quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Dia duro, duríssimo

[Postado por Raquel Neves de Mello]

O dia hoje foi duro, duríssimo. Depois de mais de um ano de impasse, meu marido saiu hoje de casa. Hoje também confirmei, depois de meses de rumores, de que a unidade em que eu trabalho pode ser varrida do mapa, ou melhor, da corporação, e com ela o emprego de 35 trabalhadores, a maioria muito pouco qualificada, o que reduz as chances de recolocação. Só me restou vir pra casa mais cedo, pegar meu filhote na natação e assistir com ele Os Simpsons. No único cinema de minha cidadezinha do interior, que fará a última projeção no dia 13 de setembro. Vai fechar por falta de espectadores. Dia duro, duríssimo.

11 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Digamos que hoje foi o primeiro dia do resto da sua vida, Raquel.
Mas garanto -- de experiencia própria -- que estes espaços nossos aqui são uma forte ajuda terapêutica.
Neles eu me expus, ri, chorei, esperneei e, acima de tudo, encontrei pessoas capazes de pegar na mão e ajudar a saltar fossos.
Como diria uma prima e velha amiga minha: Força nas tetas, menina!

Udi disse...

Faltou dizer que também te restou vir aqui tomar um café com a gente. E, pelo astral todo, este Café não está com jeito de que vai acabar. Nem você!

Angela disse...

Mas a gente "da conta" como se diz aqui no Mato Grosso...
Ôpa se dá!!!

Walmir Lima disse...

Bem-vinda à vida, Raquel!
Provavelmente, você não estava vivendo mesmo...
Não se esqueça de que teu filhote é teu tesouro e tua vida!
Nós, os amigos, te oferecemos um cantinho nesse barco, que tem muitos timoneiros...naveguemos juntos!

Flavio Ferrari disse...

É triste, e continuará sendo por algum tempo. Não há como evitar viver o luto. Mas não se esquive de eventuais momentos de alegria por culpa de ser feliz. Eles vão surgir, um aqui, outro alí ... e você vai colecionando-os e se reacostumando com eles.
Um dia, a coisa se inverte ... eles estarão em maioria.
Beijos e ... força!

É! disse...

nessas horas a gente tira uma força que nem imaginava ter guardada...
importante: conte com os amigos!

brilhodeestrel disse...

Raquel...Forçaaaa!!!E aquela frase ainda continua valendo..."Nada como um dia após o outro."

Anne M. Moor disse...

Enfim... Conversamos muiiiiiiiiiiiiiiiiito qdo tiveste aqui (Pelotas), e parabéns por ter tomado uma decisão. Como diz o Ernesto, conta ontem como o primeiro dia do resto da tua vida e como bem sabemos todos nesta aldeia, é um momento cheio de tristezas e dificuldades, but incredibly it passes e passarás a ver coooooooooomo é bom viver. Nossas mãos estão aqui para que te agarres na caminhada de volta à vida. Um abraço do tamanho do mundo querida e um beijão pra ti e pro João...

Raquel Neves de Mello disse...

Vocês são demais! Obrigada.

disse...

Raquel, nessas ocasiões a gente acaba recuperando a propria essência...
Nada como um dia apoós o outro....
Superbeijo

Maria Helena Trevisan disse...

Querida Raquel,
Não te sintas só neste mundo de surpresas. As coisas acontecem e como disseram os amigos desta aldeia, vc :'dá conta' e cuida ds contas; viverá outros lutos ainda, mas novamente viverás lindos momentos de alegrias e os 'colecionará' que logo pensarás que encheu um álbum, principalmente após o 2o. ano; consegue ir nesse barco que parece estar sem 'timoneiro' neste momento, mas que o brilhinho
dos olhos de teu tesourinho a guiará sempre, assim como sua 'essência' recuperada.
Conte conosco neste barco da vida.
Um forte abraço amiga.