sábado, 25 de agosto de 2007

Tempos outros tempos

[Postado por Flavio Ferrari]

Saudades de outros tempos

Quando as coisas eram perfeitas
A mente mais estreita
E o coração maior
Hoje enxergo mais longe
E vejo o que me escondia
Desprotegida a alegria
Sucumbe ao por do sol
Curiosa ironia
Ao buscar o que me fazia falta
E encontrar o que queria
Sinto falta da falta que fazia


11 comentários:

Anne M. Moor disse...

É esse o enredo de que falas lá no Life... Living...?? Pensa menos e sente mais... Deixa fluir... It sounds soooooooooo easy :P

Flavio Ferrari disse...

That's the moment
When I wish
No dreams at all
But the lie of life

Anne M. Moor disse...

Let's found a club... 2007 has been kind of s....y!!!!!!!!!!!!

É. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
É! disse...

a gente sempre está buscando alguma coisa, mesmo quando acha o que estava buscando...

Ti disse...

"Há pessoas que fazem do sol, uma simples mancha amarela e há aquelas que fazem de uma simples mancha amarela seu próprio sol"
Pablo Picasso

Só depende de nós!!!

Beijos

disse...

Que coisa MARAVILHOSA...
Vc tá virando poeta de qualidade...
Tô pasma....
Prossiga, grandes, grandes chances.
Polivante heim !!!!

disse...

Quanto à mensagem do post, valeu, porque a reflexão transmutou-se em inspiraçao e deu forma a um lindo poema.

Flavio Ferrari disse...

Não consigo me acostumar com a sobriedade da Lú ...

disse...

É que tb sou polivalente.(rss).Que graça tem os previsíveis?
Bjo.

Udi disse...

Uau! Só agora encontrei esse post aqui!
E não é que o poema anuncia mesmo os novos tempos?!
Lindo!
:)