quinta-feira, 2 de agosto de 2007

O jogo da vida...

[Postado por Amélia]

Quantos são os paradigmas impostos pela vida? Tenho a impressão que infinitos, já que quando quebramos um, outros são construídos. Muitas vezes por nós mesmos!!

O mais importante é acreditar que nada é para sempre, e que a cada instante podemos renovar o que pensamos, reforçando aquilo que acreditamos ou acreditando naquilo que jamais aceitamos...

10 comentários:

disse...

Muito legal.
Faz parte da maturidade , e da sabedoria do gostar da vida.
Bjo

Anne M. Moor disse...

E as vezes difícil de fazer, mas é o espírito do reconstruir, de se repensar, se refazer... Bonito... Gostei.

Flavio Ferrari disse...

Taí uma garota que desafia o que está estabelecido com serenidade e confiança na vida.
Sou testemunha de que a Ti ousa, sem porraloquice, e obtem da vida o que ela pode dar de melhor, retribuindo com a generosidade que lhe é particular.
Coisas de fada, de musa, de mulher.
Sou fã !

Udi disse...

Afe! acabei de reforçar esse teu lado fada lá no meu post - me achando muito original - mas pelo jeito chovi no molhado! (o Flavio já havia feito o mesmo aqui)
Então vou tentar diferente: o pensamento é de sábio chinês... ou melhor, sábia chinesa. Desapego e consciência do imanente.

Ti disse...

Lú e Anne: A maturidade traz uma grande simplicidade para a vida!! Esta é uma das vantagens de ser mais experiente!!

Flávio: Você é suspeito...De qualquer forma, é sempre bom ler!!

Udi: De fato de oriental não tenho nada, mas de admiração pela cultura e filosofia de vida tenho de monte!!

Flavio Ferrari disse...

Maturidade não é, necessariamente, uma coisa boa.
Alias, como disse outro dia meu filho Rodrigo, sendo inevitável melhor ratardá-la o quanto possível.
Amadurecer é chegar ao ponto final. É o estado efêmero que antecede a desagregação.
Prefiro seguir tão verde quanto possível, sorvendo a vida e deixando a maturidade plena para o final dos tempos.

Walmir Lima disse...

Então foi por isso que eu 'caí de maduro'?

Anne M. Moor disse...

Não existe maturidade plena!!!!!!!!!!!! Nem ponto final... É um processo de ups and downs... :-) A mim parece que a aquisição de maturidade is never ending... And kind of like a pêndulo...

É! disse...

É a tal da jornada em busca da felicidade... Diante dos desafios nos sentimos vivos, vibrantes e ao superá-los, nos sentimos felizes...
Realmente, não há maturidade plena, pois estamos, a cada dia, buscando sermos pessoas melhores...

Ti disse...

Flávio,

Também é quando a fruta está madura que é mais saborosa... E o melhor é que ela continua em estágio de mutação...

Muitas delas apodrecem, mas outras tantas são colhidas e transformadas. Como a uva, que vira vinho, tornando-se ainda mais saborosa e apreciada!!!