sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Atrasado, mas não esquecido.

[Postado por Carol Dias]

8 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

Que ninguém nos ouça fia: nosso amor foi construido em grande parte por você mesma. E à distância, né?
Obrigado pelo presente. E você sabe que a letra dessa música me móia os óio...

Udi disse...

Ainda bem que foi atrasado, caso contrário nossas homenagens teriam sido completamente dispensáveis.
Que lindo!

É! disse...

que lindo!

Anne M. Moor disse...

Carol... linnnnnnnnnnnnnndo e tu és muito linda!!

Walmir Lima disse...

Para um Amor desses não há tempo nem distância.
E a Udi, de novo, absolutamente precisa!

Walmir Lima disse...

Carol, linda ilustração. A imagem dos nos nossos bons tempos de convívio em São Vicente, é de moiá os óio mesmo!

Walmir Lima disse...

E o detalhe da Ziza ao fundo, então...!

Ju disse...

Se vale como registro: eu e meu pai estamos a mais de 3000 km de distância e ele ainda "sente"quando não estou bem e me liga!
E pra mim ele sempre vai ser meu "cascatinha".